Entretenimento

Nubia Óliiver se posiciona sobre suposta rede de prostituição

Operação Harém da Polícia Federal investiga esquema ligado ao tráfico internacional de mulheres

Da Redação, com Melhor da Tarde 03/05/2021 • 22:48 - Atualizado em 04/05/2021 • 09:31
Famosas envolvidas em investigação sobre suposta rede de prostituição
Famosas envolvidas em investigação sobre suposta rede de prostituição
Reprodução/Instagram

Uma possível rede de prostituição com ramificações em cerca de 15 países, como Estados Unidos e Portugal, está sendo investigada pela Polícia Federal na Operação Harém. Informações recebidas pelo Melhor da Tarde mostram que famosas podem estar envolvidas no escândalo e que a modelo Nubia Óliiver, 47 anos, está sendo acusada de ser uma facilitadora do esquema. O programa entrou em contato com o advogado da mineira que, em nota, se manifestou sobre o caso.   

“Agradeço o contato, contudo, como os altos transmitam em sigilo, por ora a defesa técnica da senhora Núbia Cássia Ferreira de Oliveira irá representá-la. Ou seja, não nos manifestaremos sobre a investigação policial federal. Aliado a isso, fomos constituídos recentemente e ainda não conseguimos acesso ao inteiro teor da investigação policial. Em momentos oportuno, poderemos falar”, alegou Rodrigo Carneiro Maia Bandieri.

Ainda segundo informações divulgadas hoje, 3, o suspeito de liderar o esquema é Rodrigo Otavio Cotait, que já foi preso pela operação. De acordo com a acusação, o empresário buscava modelos através de aliciadores e negociava um acordo fotográfico com essas mulheres. Após ensaio, as fotos eram publicados em um site e, se houvesse procura por clientes, as mulheres eram contatadas e recebiam propostas para sair do país. 

Supostos áudios em que Núbia conversa com Rodrigo e pede para que seu nome não seja citado podem compor o processo. 

  • Melhor da Tarde