Notícias

Antigo Bar vai abrir 3ª unidade em SP após participar do Pesadelo na Cozinha: “Seguimos as dicas do Jacquin”

Stefani Sousa 15/02/2021 • 11:18 - Atualizado em 17/02/2021 • 13:23
Veja como ficou o Antigo Bar após a passagem de Erick Jacquin
Veja como ficou o Antigo Bar após a passagem de Erick Jacquin
Carlos Reinis/Band

Não foi nada fácil para JC, dono do Esporte Bar, dar adeus aos comportamentos que o aproximavam da falência quando seu restaurante foi resgatado por Erick Jacquin na 2ª temporada de Pesadelo na Cozinha, em 2019. Os conselhos do chef foram revolucionários e mudaram para sempre a história do comércio, que trocou de nome, se tornou o Antigo Bar, ganhou cara nova, cardápio reinventado, e hoje segue fazendo sucesso na região de Santo Amaro, em São Paulo.  

Reexibido pela Band nesta terça-feira, 16, o episódio do Antigo Bar mostra uma realidade que não existe mais. Na época das gravações, o local era uma zona de guerra, com problemas de administração, condições precárias de trabalho, funcionários cansados e qualidade duvidosa dos serviços oferecidos. Todos os problemas, no entanto, ficaram no passado, como conta o proprietário em entrevista ao Portal da Band.  

“O chef falou coisas que eu não enxergava. Nós acatamos suas orientações e as coisas andaram, foi uma mudança de mentalidade. Ainda hoje, seguimos todas as dicas do Jacquin à risca”, conta JC, que inaugura nesta semana a segunda unidade do restaurante e já tem a terceira em fase de obras. Os padrões, é claro, são fiéis ao da casa original, que precisou ser ampliada após a repercussão do programa e hoje comporta até 100 pessoas . 

Por lá, a equipe faz questão de manter os critérios de qualidade estabelecidos pelo francês. Em uma das paredes, um quadro com fotos do programa, em local de destaque, foi colocado como um recado: “Não quero dar espaço pra esquecer de tudo o que aconteceu. O quadro é um incentivo para jamais apagar da mente.”


Crescimento e evolução 
Além de abrir novas portas, o Antigo Bar ganhou reforço no cardápio a partir do momento em que JC decidiu investir em qualificação profissional. No currículo, o empresário acumula hoje cursos de especialização em drinks, salgados e doces. O objetivo é se aprofundar ao máximo na gastronomia para manter o cardápio atual. 

Sua mãe, dona Rita, aos 76 anos, segue no comando da cozinha, de onde não pretende se afastar tão cedo. Lá, além dos pratos, ela também é responsável por ajudar no treinamento das equipes dos novos restaurantes. “Falo que o programa resgatou a saúde da minha mãe. Nós estávamos pra ser despejados do imóvel e voltamos a ter credibilidade. Quem vê como ela está hoje, fica feliz.”  

Tamanho sucesso, já surgiu até comprador interessado em adquirir os negócios da família. “Recebi umas oito propostas, até de fora do Brasil, mas não penso em vender. Faz parte da minha história e consolidou a minha carreira. Eu estava muito mal e mudei completamente”, celebra. 

Deu fome?
Se depois de espiar como anda o funcionamento do Antigo Bar, deu vontade de visitar o local e provar as receitas de JC e Dona Rita, o restaurante segue funcionando diariamente após uma pausa no começo da pandemia, em março de 2020. Por lá, um dos campeões de audiência entre os clientes é o frango desossado, prato que foi inventado pelo chef Erick Jacquin como uma alternativa ao galeto. Os pratos custam a partir de R$ 27 no almoço e, à noite, o bar funciona em esquema de happy hour, com drinks e porções.

  • antigo bar
  • esporte bar
  • pesadelo na cozinha
  • jacquin