Entretenimento

Quem é o filho da Betty Faria que já foi investigado por tráfico de drogas?

A atriz fez um comentário preconceituoso nas redes sociais e os internautas resgataram o passado de um dos seus filhos

Da Redação

Betty Faria e João Faria
Betty Faria e João Faria
Reprodução/Instagram
Topo

A atriz Betty Faria de 82 anos, ficou entre os assuntos mais comentados nas redes após um comentário feito por ela no X, (antigo Twitter), na última quinta-feira (07). A artista associou os assaltos em Copacabana com o programa Bolsa Família. Após o comentário, internautas relembraram que seu filho já foi envolvido com tráfico de drogas. 

"São os filhos do Bolsa Família que não fez controle de natalidade", escreveu a atriz em um vídeo que mostra um grupo agredindo e roubando um empresário em Copacabana. 

Após a publicação, Betty recebeu muitas críticas nas redes sociais. "Que horror, Betty. Isso é generalista e preconceituoso. Não cabe mais na sociedade esse tipo de opinião elitista", comentou um internauta.

"Como você escreve uma barbaridade dessas num país de famintos?", disse o ator Tuca Andrada. 

"Teu filho traficante recebe Bolsa Família?", questionou um usuário da rede se referindo a uma matéria que dizia: "Polícia faz busca e apreensão contra filho de Betty Faria e Daniel Filho".

Outras polêmicas de Betty 

Em 2015, Betty Faria declarou em uma entrevista à Joyce Pascowitch que não gostava de mulheres gordas. "Todo mundo tem o direito de falar o que quiser. Eu, por exemplo, não gosto de mulheres gordas. Elas me incomodam profundamente. Tenho repulsa, rejeição. Sempre batalhei para não ser uma velha gorda", disse a atriz.

Afinal, quem é o filho da Betty Faria? 

João de Faria Daniel, tem 48 anos, é empresário e mora no Rio de Janeiro. Nas redes sociais, é reservado e tem uma conta privada no Instagram com mais de mil seguidores. 

Em 2019, João foi investigado por tráfico de drogas com outro empresário, Leandro Martins de Almeida. Na época, os dois tiveram carro, relógios de luxo, computadores e celulares, apreendidos pelo Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro.

Na época, a assessoria da Polícia Civil emitiu a seguinte nota sobre o ocorrido:

"A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio do Núcleo de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro, com apoio do Ministério Publico Estadual, realiza, a Operação Celebrate. A ação planeja cumprir dois mandados de busca e apreensão contra João de Faria Daniel, investigado por tráfico de drogas.

A operação é desdobramento de uma investigação que apura os crimes de agiotagem e lavagem de capitais. Conforme o apurado, João teria conseguido drogas conhecidas como Ecstasy e MD para uma festa de aniversário ocorrida em um local de luxo na Zona Sul do Rio.

Os agentes cumprem ainda um mandado de busca e apreensão na sede da Farmácia Farma Trim, na Barra da Tijuca. No local estariam sendo vendidos medicamentos controlados sem receita e receitas médicas falsas."

Até o momento, não há informações sobre o desfecho da investigação envolvendo João e Leandro. 

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais