Entretenimento

Saiba por que áries e peixes estão entre os signos tóxicos no amor

Listamos quatro signos que, a princípio, são perfeitos, mas podem mostrar uma realidade bem diferente com o passar do tempo

Metro 07/11/2021 • 10:24
Quatro signos podem se tornar tóxicos no amor
Quatro signos podem se tornar tóxicos no amor
Foto: Reprodução Netflix

Alguns signos podem ser grandes parceiros, mas você precisa ter cuidado para não deixar que alguns comportamentos se descontrolem, a fim de tornarem o relacionamento tóxico. Abaixo, veja quais têm mais tendência a isso!

Áries

O ariano pode ter um grande problema quando não trabalha o egoísmo. De alguém interessante e apaixonado, ele pode se tornar frio e colocar apenas os desejos dele em destaque, até chegar ao ponto em que o parceiro se sinta desprezado.

A personalidade forte do ariano contribui para que ele escolha palavras que machucam sem pensar nas consequências.

Touro

O taurino pode ter muita dificuldade para lidar com a obsessão e ciúme. De alguém paciente, amável e atencioso, ele pode passar a ter comportamentos controladores e tratar o outro como uma posse. 

Para o taurino, o medo de ser machucado faz com que este signo bloqueie os sentimentos e comece a agir sempre na defensiva. O aumento da desconfiança se torna insustentável.

Gêmeos

O geminiano pode ter problemas para lidar com os momentos de crises e assume uma personalidade escapista. De alguém amável, divertido e companheiro, ele pode passar a não se preocupar ou negar atenção para quem ama nos momentos difíceis.

Esse medo de enfrentar os problemas e aprofundar o vínculo também nas dificuldades desgasta os sentimentos até que eles desapareçam.

Peixes

O pisciano pode ter muita dificuldade em falar sobre os problemas para resolvê-los, o que o faz criar mágoas. De alguém romântico e sensível, ele pode passar a ser alguém que se descontrola frequentemente e pune o parceiro com palavras ou indiretas dolorosas. 

Ao se fechar e ressaltar apenas os momentos negativos, o pisciano mata a cumplicidade e vínculos aos poucos.