Esportes

Após saída de clubes ingleses, Superliga Europeia é suspensa

Organização diz que os 6 clubes foram pressionados e diz que "reformulará projeto"

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 20/04/2021 • 15:51 - Atualizado em 20/04/2021 • 21:39
Chelsea e City estão entre os clubes fundadores
Chelsea e City estão entre os clubes fundadores
Divulgação/Twitter/Chelsea FC

A nova Superliga Europeia está oficialmente suspensa apenas 48 horas após seu anúncio. A confirmação foi feita pela organização do grupo na noite desta terça-feira (20), poucas horas após os seis clubes ingleses voltarem atrás e deixarem o grupo de clubes fundadores.

Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham divulgaram um comunicado anunciando a desistência da organização. Em comunicado, a Superliga disse que esses clubes foram pressionados para sair do grupo.

Os cartolas explicaram que a liga vai "reconsiderar passos mais apropriados para reformular o projeto".

“Estamos propondo uma nova competição europeia porque o sistema existente não funciona. Nossa proposta se baseia em permitir o esporte a evoluir enquanto gera recursos e estabilidade para toda a pirâmide do futebol, incluindo ajuda para superar as dificuldades financeiras vividas por toda a comunidade do futebol na pandemia”, disse a Superliga em comunicado.

Dos 12 fundadores, portanto, restaram oficialmente somente o trio espanhol (Real Madrid, Barcelona e Atlético de Madrid) e o trio italiano (Milan, Juventus e Inter de Milão) - mas já há notícias na imprensa europeia que os rivais de Milão devem seguir o mesmo caminho. O Atlético de Madrid também deu indícios de que também pode sair.

Todo esse impasse resultou na renúncia de Ed Woodward ao cargo de presidente do United.

Durante a manhã desta terça-feira, a Premier League e a FA, principais entidades do futebol inglês, já haviam se manifestado contra a criação da competição.

Já o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, reiterou que os clubes e jogadores envolvidos na proposta de criação da competição dissidente podem ser banidos "o mais rápido possível" de todas as competições europeias e da Copa do Mundo.

Os 12 clubes fundadores da Superliga são Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham, da Inglaterra, Atlético de Madrid, Barcelona e Real Madrid, da Espanha, e Inter de Milão, Juventus e Milan, da Itália.

Saiba mais sobre a polêmica:

  • superliga
  • chelsea
  • manchester city