Blog Grid
Notícias

Por caridade e recorde mundial, funcionário da Aston Martin completa maratona com traje completo da equipe

Emanuel Colombari 04/10/2021 • 09:11
Imagem: Aston Martin F1/Twitter
Imagem: Aston Martin F1/Twitter

O fim de semana não teve corrida para quase todo mundo na Fórmula 1. Mas George Crawford foi uma exceção.

Crawford é desenvolvedor de software da Aston Martin e protagonizou um momento curioso no domingo (3): correu a Maratona de Londres com o uniforme completo do time.

As vestimentas incluíram roupa antichamas, macacão, sapatilhas, luvas e o capacete que Lance Stroll usou em pelo menos três corridas (Bélgica, Holanda e Itália).

Mas por quê? Bem, Crawford tinha alguns objetivos em mente. Além de se divertir (nas próprias palavras), ele queria entrar no Livro dos Recordes, como a pessoa mais rápida a completar uma maratona com o uniforme completo de Fórmula 1. E, a julgar pelo tempo de 3h58min e pela comemoração da Aston Martin, o nome de George Crawford deverá estar nas próximas edições do Guinness.

Mas houve um terceiro motivo que levou o desenvolvedor a correr vestido de Lance Stroll: a caridade. Em uma campanha de arrecadação online, George Crawford listou os efeitos da pandemia da Covid-19 sobre a saúde mental das pessoas.

Leia também:

“Muitas pessoas estão sofrendo com os efeitos do aumento do stress, das preocupações e com os danos gerais sobre o bem-estar em geral – pessoalmente, amigos e familiares”, escreveu ele na página da campanha.

Por isso, Crawford se dispôs a “devolver” – nas próprias palavras – à sociedade. Todo o valor arrecadado por ele seria destinado à Mind, uma conhecida entidade britânica de apoio à saúde mental.

“Pessoas vivendo com problemas de saúde mental encararam desafios a mais. Desafios para os quais agora, mais do que nunca, as pessoas da Mind têm oferecido o amor e o carinho em seus serviços para auxiliar todo mundo e em qualquer lugar que possam”, completou.

E as missões de Crawford foram cumpridas. Além de completar a distância e se candidatar oficialmente a uma vaga no Guinness Book, ele ainda arrecadou pouco mais de 3 mil libras (R$ 21.995,90, na cotação atual). O objetivo era arrecadar 2 mil libras (R$ 14.629,80, segundo a cotação desta segunda-feira).

A comemoração com a performance nas pistas veio à moda Daniel Ricciardo: com o “shoey”, bebendo champanhe direto da sapatilha usada. Segundo o maratonista, “acrescenta um pouco de sabor”.

Imagem de abertura: Aston Martin F1/Redes sociais

Emanuel Colombari