Blog Grid
Notícias

Estrangeiros, mulheres e piloto que pulava muro: personagens do grid das 500 Milhas de Kart 2022

Emanuel Colombari 28/01/2022 • 17:37
Fábio Paparotti começou a correr de kart apenas em 2012 (Imagem: Divulgação)
Fábio Paparotti começou a correr de kart apenas em 2012 (Imagem: Divulgação)

As 500 Milhas de Kart de 2022, que acontecem neste final de semana no Kartódromo de Interlagos, em São Paulo, deverá reunir mais uma vez muitos pilotos de renome internacional. Mas como toda competição aberta a outros competidores, tem muita gente que carrega uma história legal para a pista e que nem sempre é tão visada.

É o caso de Fábio Paparotti, que só começou a correr de kart aos 29. Hoje, aos 39, lembra dos tempos de infância, quando pulava o muro do Autódromo de Interlagos para ver treinos e corridas das mais diversas categorias.

“Eu cresci na Cidade Dutra, bairro ao lado do autódromo. Naquela época eu já era apaixonado pelo automobilismo”, lembra Paparotti, piloto da equipe Maislaser Team Kart.

Leia também:

Advogado, palestrante e professor, Fábio Paparotti dividirá o kart com Marco Rezende e Sergio Gonçalves. Acostumado a provas de longa duração, ele torce por um domingo chuvoso para tentar ser mais competitivo.

Se domingo a previsão de chuva se confirmar, para mim vai ser uma realização e nossas chances de vencer aumentam muito”, prevê.

Paparotti não é o único a levar a própria história a Interlagos neste final de semana. Em sua 25ª edição, a competição contará com três mulheres no grid: Antonella Bassani (participante nos últimos dois anos do FIA Girls on Track, que seleciona corredoras para a academia de formação da Ferrari), Thaline Chicoski (que compete na Copa HB20) e Kaká Magno (veterana de competições nacionais).

Antonella Bassani, Thaline Chicoski (foto) e Kaká Magno formam o contingente feminino no grid (Imagem: Rafa Catelan/RF1)

“Em um momento em que vemos cada vez mais iniciativas para que mulheres entrarem no esporte a motor, é muito bom ver que as 500 Milhas de Kart também contam com pilotas no grid. A Antonella, a Taline e a Kaká servem de exemplo para tantas mulheres que querem começar a correr”, comemorou Felipe Giaffone, organizador das 500 Milhas de Kart e comentarista do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Entre o grid da prova, há espaço também para estrangeiros. O quinteto argentino formado por Robertino Ariel Lukoski, Adriano Yamil Lukoski, Yonatan Francisco Lukoski, Guillermo Victor Ghiberto e Lucas Mathias Ghiberto tenta repetir os desempenhos de pilotos do exterior que já venceram a corrida – casos de Dan Wheldon  (2004 e 2005) e Gary Carlton (2017).

Quinteto argentino tenta recolocar estrangeiros no topo do pódio (Imagem: Rafa Catelan/RF1)

“Ter pilotos de outros países em nosso grid, chegando a contar com um time completo de argentinos nesta edição, mostra a importância das 500 Milhas não apenas no Brasil, mas que também conta com prestígio internacional”, completou Giaffone.

A largada acontece no domingo (30), às 10h30, com transmissão da Band desde as 10h20 e flashes ao longo da programação. A primeira hora da corrida será exibida ao vivo no Bandsports, que exibirá também a última hora a partir das 16h30.

Emanuel Colombari