Fórmula 1

Alfa Romeo anuncia renovações com patrocinadora e Kubica para piloto reserva

Piloto polonês teve participação decisiva na renovação de contrato com a petrolífera Orlen que deve ajudar a fortalecer o projeto de 2022

Da Redação 24/11/2021 • 17:58 - Atualizado em 25/11/2021 • 06:33
Robert Kubica segue como piloto reserva da Alfa Romeo em 2022
Robert Kubica segue como piloto reserva da Alfa Romeo em 2022
Alfa Romeo

O veterano Robert Kubica, de 36 anos, seguirá, pelo terceiro ano consecutivo, como piloto reserva da Alfa Romeo em 2022. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira (24) nas redes sociais oficiais da escuderia sediada na Suíça.  

“Estou muito feliz de que vamos representar juntos a Polônia no cenário do esporte a motor. Sem dúvida, a próxima temporada será cheia de desafios, mas tomara que tenhamos muitas corridas interessantes e muitas emoções. Vejo vocês na pista e cruzem os dedos!”, disse o polonês.

Kubica teve a oportunidade de disputar dois GPs na temporada 2021 da Fórmula 1, substituindo o finlandês Kimi Räikkönen – que contraiu a Covid-19 e precisou ficar isolado. O polonês foi 15º nos Países Baixos e 14º na Itália (em Monza). Ele também participou de três sessões de treinos livres, realizou o primeiro shakedown do carro da equipe no início do ano, e pilotou no teste de pneus de 18 polegadas para a Pirelli.

A permanência de Kubica pode ser considerada fundamental para a Alfa Romeo em 2022, já que era a condição da principal patrocinadora da escuderia, a petrolífera Orlen. O acordo também foi renovado para o ano que vem e a empresa deve contribuir significativamente para os mais 130 milhões de dólares que deverão ser investidos no carro da próxima temporada.

“O envolvimento em cooperação com Robert Kubica e a equipe Alfa Romeo Racing Orlen, é um investimento estratégico para nós”, contou o presidente do conselho da Orlen, Daniel Obajtek.

A petrolífera calcula que recebeu cerca 550 milhões de dólares de retorno com a exposição na Fórmula 1, registrando um lucro líquido no ano de quase 3 bilhões de dólares. Além disso, a Orlen também conseguiu expandir o seu mercado para países como Eslováquia e República Tcheca.

O time de Hinwil será o único da Fórmula 1 a mudar todos os seus competidores titulares para 2022. Valtteri Bottas, atualmente na Mercedes, será o piloto principal da escuderia. A Alfa Romeo também contará com o primeiro chinês a correr na categoria, Guanyu Zhou, que atualmente é o segundo colocado na Fórmula 2 e deve trazer junto com ele cerca de 30 milhões de dólares em investimentos de empresários.