Fórmula 1

Alpine lança novo programa de captação de pilotos e inclui brasileiro no projeto

Matheus Ferreira, 15 anos, é um dos escolhidos do projeto Alpine Affiliates

Da redação 09/03/2022 • 07:26 - Atualizado em 09/03/2022 • 09:54
Matheus Ferreira, 15 anos, é um dos escolhidos do projeto Alpine Affiliates
Matheus Ferreira, 15 anos, é um dos escolhidos do projeto Alpine Affiliates
Divulgação

A Alpine apresentou nesta quarta-feira (9) o programa Alpine Affiliates, uma iniciativa que busca apoiar jovens pilotos que estão começando a carreira no automobilismo. O objetivo do programa é captar nomes para a Alpine Academy, que por sua vez tem como meta preparar pilotos para a Fórmula 1.

O brasileiro Matheus Ferreira está entre os pilotos da Alpine Affiliate, que conta também com a britânica Abbi Pulling (da W Series), o francês Hadrien David (que correrá a Fórmula Regional Europeia em 2022), o búlgaro Nikola Tsolov (que correrá a Fórmula 4 espanhola) e o japonês Kean Nakamura (do kart). Aos 15 anos, o kartista brasileiro se disse “orgulhoso” da novidade.

“Estou muito orgulhoso em receber o convite para integrar uma Academia de Pilotos tão renomada como a da Alpine e tenho certeza de que será um marco em minha carreira. É a primeira vez que eles entram no kart apoiando jovens talentos e isso só aumenta nossa responsabilidade para trazer resultados ainda melhores”, afirmou.

Para Gastão Fráguas, campeão mundial de kart em 1995 e responsável pelo gerenciamento da carreira de Ferreira, a chegada do kartista à Alpine é um passo fundamental rumo à Fórmula 1.

"Este é um marco na carreira do Matheus (Ferreira) e estamos muito contentes é a recompensa de um trabalho profissional que fazemos com ele desde sua chegada à Europa, onde ele conquistou resultados expressivos que certamente chamaram a atenção de um programa tão renomado como o da Alpine. Agora é seguir trabalhando bastante para que a gente tenha mais um representante do Brasil subindo de categoria a cada ano rumo à F1”, afirmou Fráguas, representante do Brasil na Comissão de Kart da Codasur (Confederação Sul-Americana de Automobilismo).

Os pilotos afiliados à Alpine terão acesso a aconselhamento profissional, formação em relações públicas e orientação. Além disso, terão a chance de utilizar as instalações da Alpine Academy em Enston (Inglaterra).

“Estamos muito empolgados em anunciar nosso programa Alpine Affiliates, que funcionará ao lado da Academia a partir deste ano. O programa ajudará a fornecer aos jovens pilotos de corrida de todo o mundo apoio crucial, orientação profissional e treinamento”, afirmou Mia Sharizman, diretor da Alpine Academy, que lidera o projeto ao lado de David Brivio, diretor de projetos de expansão da Alpine.

“Temos cinco jovens pilotos entrando no programa este ano, pois recebemos Abbi, Hadrien, Nikola, Kean e Matheus em nossa equipe. A longo prazo, prevemos que o programa de afiliados da Alpine funcione para abastecer nossa Academia, enquanto nos esforçamos para continuar recrutando os jovens pilotos mais talentosos do mundo para provar o sucesso da Alpine no automobilismo”, completou Sharizman.

Atualmente, a Alpine Academy conta com quatro pilotos: Caio Collet (Brasil) e Victor Martins (França), que disputam a FIA Fórmula 3 em 2022; e Jack Doohan (Austrália) e Olli Caldwell (Grã-Bretanha), que correrão a Fórmula 2. O projeto já abriu nomes como Robert Kubica, Heikki Kovalainen, Pastor Maldonado, Romain Grosjean, Lucas di Grassi, Jérôme d’Ambrosio, Giedo van der Garde, Guanyu Zhou e Oscar Piastri, entre outros.