Fórmula 1

GP da Áustria foi palco do polêmico "Hoje não, hoje sim"; confira curiosidades!

Etapa teve momento marcante de Rubens Barrichello na Ferrari, além de ser palco da segunda Sprint de 2022

Da redação 07/07/2022 • 07:09
Red Bull Ring
Red Bull Ring
F1

O fim de semana é de GP da Áustria na tela da Band (saiba como e onde assistir). E o circuito do Red Bull Ring já foi palco de grandes duelos e momentos marcantes da F1, como o polêmico “Hoje não, hoje sim”, protagonizado por Rubens Barrichello e Michael Schumacher na corrida de 2002. Confira outras curiosidades da etapa. 

1 - O circuito Red Bull Ring, palco do GP da Áustria, é a pista com menos curvas no calendário da F1, com apenas 10. 

2 - Se vencer o GP da Áustria deste fim de semana, Max Verstappen chegará ao quarto triunfo e se tornará o piloto mais vitorioso no circuito de Spielberg. Hoje, o holandês está empatado com Alain Prost, com três vitórias cada. 

3 - A McLaren é o time que mais venceu no GP da Áustria, com seis triunfos. Apenas Mercedes e Ferrari podem empatar com a rival britânica, caso vençam. Já a Red Bull tem três vitórias, todas com Verstappen. 

4 - Já no quesito pole é a Ferrari que domina, com oito, de 1974 a 2019. A equipe mais perto dessa marca é a Mercedes, com cinco poles. 

5 - Esse será o segundo fim de semana de 2022 com sprint, formato de fim de semana que tem, além da classificação por tempo, uma minicorrida classificatória no sábado, que distribui pontos e define o grid de domingo. O primeiro evento foi na Emilia-Romagna, enquanto o terceiro será no GP de São Paulo.  

6 - Foi o palco do polêmico “Hoje não, Hoje não… Hoje sim”. Quando Rubens Barrichello teve de abrir passagem para Michael Schumacher vencer, mas o fez de forma que ficasse claro que tinha recebido ordens, no GP da Áustria de 2002. 

7 - Em 2001, um veado invadiu a pista, o que proporcionou uma troca de mensagens hilária entre Juan Pablo Montoya e seu engenheiro na equipe Williams. 

8 - O circuito tem um touro gigante de 17 metros de altura, que representa a marca Red Bull, e que pode ser visto da estrada ao lado da pista. Sua construção levou um ano e meio e ficou pronta em 2012.

9 - Carlos Sainz é o detentor do recorde de volta na pista (1:05.619). A marca foi registrada ainda em 2019 com a McLaren.

10 - Se cravar a pole, Valtteri Bottas pode ser o recordista desse quesito na pista, superando nomes como Niki Lauda, René Arnoux e Nelson Piquet. Todos eles, incluindo Bottas, têm três poles cada.