Fórmula 1

F1: Equipe da Band vê GP da Arábia como inesquecível, mas detona pista

Corrida teve emoção, mas circuito de Jeddah foi criticado por oferecer um risco elevado para os pilotos

Da Redação, com Show do Esporte 05/12/2021 • 17:38 - Atualizado em 05/12/2021 • 17:50

O Grande Prêmio da Arábia Saudita de Fórmula 1, vencido por Lewis Hamilton, deixou sensações misturadas para a equipe da Band: por um lado os comentaristas entenderam que a corrida foi inesquecível e cheia de tensão e emoção. Mas também criticaram o circuito de Jeddah, que recebeu pela primeira vez uma corrida de F1.

O narrador Sergio Mauricio se empolgou depois da disputa entre Verstappen e Hamilton nas voltas finais. "Já que estamos na Arábia, digo que foi uma corrida com todas especiarias e apimentada. Um GP da Arábia Saudita inesquecível".

Max Wilson, comentarista da Band, seguiu o mesmo tom posteriormente. "Pelas características da corrida, pelas ultrapassagens e pelas batidas, essa corrida foi demais".

Vídeo: batida na relargada gera nova bandeira vermelha

Mas depois Max fez uma ressalva: "a estrutura é nota 10. Mas na segurança, que é o que mais importa, a nota é 0".

Elia Jr. questionou se isso não é normal, afinal a Fórmula 1 é um esporte de risco. Mas Reginaldo Leme discordou: "É um esporte onde o risco tem que ser minimizado. Não é isso que estão fazendo. Esse circuito vai ter que mudar".

Max também acredita que na próxima temporada vão acontecer mudanças: "Esse risco foi elevado demais. Hoje, quando tem acidente grave na Fórmula 1, é fatalidade. Porque as pistas são mais seguras. Aqui não seria fatalidade. Estava escrito que poderia ter um acidente muito grave. No futuro tem muitas grandes chances de mudarem esse circuito".

Na Fórmula 2, que aconteceu horas da corrida de Fórmula 1 na mesma pista, o brasileiro Enzo Fittipaldi chegou a bater e quebrar o tornozelo.

Vídeo: veja a batida de Enzo Fittipaldi