Fórmula 1

F1: Hamilton vence GP do Catar e diminui vantagem de Verstappen na briga pelo título

Britânico da Mercedes dominou a prova em Losail, enquanto holandês da Red Bull foi segundo

Da Redação 21/11/2021 • 12:29 - Atualizado em 21/11/2021 • 12:59
Britânico da Mercedes dominou a prova em Losail, enquanto holandês da Red Bull foi segundo
Britânico da Mercedes dominou a prova em Losail, enquanto holandês da Red Bull foi segundo
Mercedes AMG F1/Divulgação

Lewis Hamilton venceu neste domingo o Grande Prêmio do Catar e esquentou ainda mais a briga pelo título da temporada 2021 da Fórmula 1. Pole position em Losail, o britânico da Mercedes não deu chances para a concorrência e cruzou a linha de chegada em primeiro. Max Verstappen (Red Bull) foi o segundo colocado, enquanto Fernando Alonso (Alpine) completou o pódio.

A prova contou com um grid bastante bagunçado: Verstappen, segundo no Q3 da véspera, largou sem sétimo após ser punido, enquanto Bottas, originalmente terceiro, perdeu três posições e caiu para sexto nas posições de largada. O finlandês não completou a prova, mas o holandês não só foi ao pódio, como ainda somou um ponto extra da volta mais rápida.

Com o resultado, Verstappen ainda lidera o Mundial de Pilotos, mas vê a diferença cair para apenas oito pontos de vantagem para Hamilton: 351,5 a 343,5.

A 20ª etapa da temporada 2021 foi novamente atração na tela da Band, com narração de Sérgio Maurício, comentários de Reginaldo Leme e Max Wilson e reportagem de Mariana Becker direto de Losail. Uma transmissão que fez o fã da F1 não perder nenhum detalhe, desde antes da largada até o fim da festa do pódio.

Confira os principais destaques da prova

1. Hamilton lidera na largada, mas Verstappen vai atrás

Como esperado, Hamilton largou bem e defendeu a primeira posição. Ainda na primeira volta, Fernando Alonso tomou a segunda posição de Pierre Gasly.

Verstappen, que largou em sétimo, pulou para o quarto lugar – e só não subiu para terceiro porque foi espremido para fora por Alonso logo na curva 2. Mais atrás, Valtteri Bottas fez uma largada ruim, caindo de sexto para o 11º lugar.

Não demorou para que o holandês encostasse em Hamilton. Na terceira volta, Gasly escapou e viu o piloto da Red Bull se aproximar para tomar a terceira posição. Pouco depois, foi a vez de Alonso ceder o segundo lugar.

2. Hamilton mais rápido nos boxes

Na volta 18, Verstappen entrou nos boxes e colocou pneus duros, voltando ainda em segundo lugar. Ao todo, o holandês gastou 25s3 nos boxes, parando 2s2 para a troca.

Naquele momento, a vantagem de Hamilton para o holandês era de mais de 34 segundos. O britânico veio na sequência e também colocou os pneus mais duros.

O heptacampeão gastou 2s3 parado, mas o tempo total da parada foi melhor: 25s2. Assim, voltou com mais de 8 segundos à frente da Red Bull.

3. Escudeiros em ascensão 

Valtteri Bottas e Sergio Pérez, aos poucos, se recuperaram e encostaram nas primeiras posições.

O finlandês da Red Bull segurou a primeira troca e ganhou a quarta colocação quando Lando Norris foi para os boxes. Quando Alonso parou, subiu para terceiro na volta 25.

Na volta 27, Alonso e Pérez vinha mais rápidos que Leclerc, que era quinto. O espanhol passou o monegasco, mas o mexicano não deixou barato: passou os dois. Quando Sainz entrou nos boxes, Checo então subiu para quarto.

4. Pneu furado de Bottas

A situação da Mercedes se complicou na volta 34, quando Valtteri Bottas sofreu com um furo no pneu dianteiro esquerdo.

O finlandês chegou a sair da pista e precisou entrar nos boxes para trocar pneus e a asa dianteira.

A troca custou caro ao piloto e à equipe. Bottas voltou em 14º, com Pérez em terceiro. Nas voltas finais, o finlandês acabou abandonando com um dano no assoalho.

5. Valendo pódio: Pérez para cima de Alonso

Verstappen parou na volta 42 e colocou os pneus médios para as últimas 15 voltas. Na volta seguinte, Pérez também parou e também colocou os pneus amarelos. O holandês manteve o segundo lugar, mas o mexicano caiu para quinto.

Hamilton não vacilou, parou e fez a mesma coisa para repetir a estratégia da Red Bul. Voltou tranquilo na liderança e com pneus novos para manter segurar a posição até o fim da prova. Alonso herdou o terceiro lugar.

Nas voltas finais, Pérez vinha em quarto com a missão de tomar o terceiro lugar de Alonso. No entanto, a vantagem de 9 segundos do espanhol a três voltas do fim não teve como ser derrubada - ainda que o bicampeão tenha sido atrapalhado no fim pela Haas de Mick Schumacher. Melhor para a Alpine, que levou o pódio.

Confira a classificação final do GP do Catar

Piloto do dia: Fernando Alonso

A votação do dia certamente teve bons candidatos: Hamilton dominou a corrida, Verstappen foi competitivo mesmo após a votação, Pérez entrou na briga pelo pódio apesar de ter sido eliminado no Q2...

Mas o terceiro lugar de Fernando Alonso caiu nas graças do público. O espanhol da Alpine acabou levando a votação de piloto do dia.

E quando é a próxima etapa?

A Fórmula 1 retorna no final de semana dos dias 3, 4 e 5 de dezembro com o Grande Prêmio da Arábia Saudita, em Jedá. Tudo, mais uma vez, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação.