Fórmula 1

F1: Hamilton vence na Arábia e iguala Verstappen no Mundial a uma corrida do fim

GP maluco no estreante circuito de Jeddah terminou com o inglês em primeiro e o holandês em segundo

Da Redação 05/12/2021 • 16:42 - Atualizado em 05/12/2021 • 19:16

O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu um polêmico e conturbado Grande Prêmio da Arábia Saudita neste domingo (05), no circuito de Jeddah, e alcançou Max Verstappen (Red Bull), segundo colocado na prova, na liderança do Mundial de Fórmula 1 a uma etapa do fim.

Ambos agora somam 369,5 pontos, e o holandês leva vantagem e aparece em primeiro apenas por ter uma vitória a mais na temporada. Com isso, a definição do título ficou totalmente aberta para Abu Dhabi, na semana que vem. Desde 1974 que a Fórmula 1 não chegava à última corrida com dois pilotos empatados na liderança. Confira a classificação atualizada aqui!

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, terminou em terceiro na Arábia numa prova marcada por acidentes, bandeiras amarelas e vermelhas e briga intensa entre os dois postulantes ao título da temporada - Hamilton chegou a carimbar a traseira de Verstappen na volta 37. 

O GP da Arábia Saudita foi atração na tela da Band com narração de Sérgio Maurício, comentários de Reginaldo Leme e Max Wilson e reportagem de Mariana Becker. Como já virou tradição, o fã da Fórmula 1 não perdeu nada, desde a expectativa para a corrida até a última gota de bebida no pódio e a repercussão do resultado no Show do Esporte. 

Confira os principais destaques da penúltima etapa do Mundial:

Homenagem a Frank e Mercedes na frente

O domingo na Arábia foi marcado por homenagens a Frank Williams, que morreu na semana passada aos 79 anos. Pilotos e membros de todas as equipes do grid respeitaram um minuto de silêncio diante da imagem do lendário fundador da Williams antes da largada.

Quando as luzes se apagaram, Hamilton largou bem e Bottas conseguiu segurar Verstappen, mantendo as posições iniciais da corrida. Após cinco voltas, o heptacampeão já tinha um segundo e meio de vantagem para o finlandês, que não sofreu pressão do holandês até ali.

Schumacher bate forte, e Red Bull acerta na estratégia

Na décima volta, Mick Schumacher bateu forte com a Haas - no mesmo lugar em que Leclerc bateu no segundo treino livre de sexta-feira - e obrigou a entrada do safety car na pista. Verstappen foi um dos poucos a não parar com a bandeira amarela e virou líder. 

Já na volta 14, com o carro da alemão retirado, a bandeira vermelha foi acionada pela organização para consertar a barreira de proteção e paralisou a prova, o que favoreceu o holandês, que aproveitou para trocar os pneus sem perder a ponta. Estratégia arriscada - e acertada da Red Bull. Hamilton lamentou com a equipe no rádio. 

Relargada caótica

O reinício de corrida foi turbulento. Hamilton largou bem e passou Verstappen, que recuperou a posição pela área de escape. O inglês ainda foi ultrapassado por Esteban Ocon (Alpine) antes de uma nova bandeira vermelha ser acionada, agora por causa de acidentes com Sergio Pérez (Red Bull), Nikita Mazepin (Haas) e George Russell (Williams). 

Mais 30 minutos de interrupção. A direção de prova considerou que a ultrapassagem de Verstappen foi irregular e ele devolveu a posição para Hamilton. Ocon, então, relargaria em primeiro, seguido pelo heptacampeão e o holandês. 

Verstappen assume a ponta

O holandês brilhou na terceira largada da corrida, colocou por dentro e deixou Hamilton e Ocon para trás. Na volta 18, o inglês passou o francês e assumiu o segundo lugar, mas não conseguiu pressionar Verstappen num primeiro momento. O top 5 ainda tinha Ricciardo em quarto e Bottas em quinto. Na volta 24, Yuki Tsunoda (AlphaTauri) também perdeu o controle, mas a bandeira desta vez foi só amarela, com virtual safety car. 

Hamilton parte para o ataque e acerta Verstappen

Após um demorado safety car virtual, Hamilton tentou ultrapassar Verstappen na volta 36, mas foi tocado pelo holandês. No giro seguinte, o piloto da Red Bull diminuiu a velocidade, aparentemente para devolver a posição ao rival, mas o heptacampeão acabou acertando a traseira do líder. Muita polêmica e reclamação do lado da Mercedes. 

Verstappen é punido, Hamilton passa e vence

Na volta 42, Hamilton foi para o ataque de novo, chegou a passar o holandês, mas levou o troco. No giro seguinte, a organização informou que Verstappen levaria cinco segundos de punição por ter ganhado vantagem ao sair da pista na disputa anterior com o inglês. Alheio a isso, o heptacampeão enfim passou o holandês na volta 44 e cruzou a linha de chegada em primeiro. Na última volta, Bottas superou Ocon e fechou o pódio. 

Veja a classificação final do GP da Arábia Saudita

Quando tem corrida de novo?

Não será preciso esperar muito tempo para ver o último capítulo da histórica temporada 2021 da Fórmula 1. As emoções voltam já no próximo final de semana dos dias 10, 11 e 12 de dezembro para o Grande Prêmio de Abu Dhabi. Tudo, é claro, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação