Fórmula 1

Da consagração à despedida: Kimi Raikkonen corre pela última vez em de Interlagos neste domingo

Campeão mundial em 2007 em Interlagos, o finlandês de 42 anos se despede do circuito pensando em pontuar

Da Redação 10/11/2021 • 18:59 - Atualizado em 10/11/2021 • 19:55
Kimi se despede de Interlagos no GP de São Paulo 2021
Kimi se despede de Interlagos no GP de São Paulo 2021
Alfa Romeo

O ano era 2007. Em Interlagos, uma decisão de título da Fórmula 1 envolvia os dois carros da McLaren, com Fernando Alonso e Lewis Hamilton em pé de guerra, contra um Kimi Raikkonen, então na Ferrari, como franco atirador. Uma prova conturbada para Alonso e Hamilton, e uma ajuda de Felipe Massa, que cedeu a primeira posição para vitória de Raikkonen, abriu o caminho para um campeonato improvável.

São memórias que vêm à tona toda vez que o finlandês de 42 anos, hoje o piloto mais velho do grid, desembarca no autódromo José Carlos Pace. E o GP de São Paulo do próximo domingo (14) marcará a despedida do campeão de 2007, e na pista que o eternizou na galeria dos campeões da categoria.

Mas a realidade do finlandês agora é outra. Guiando hoje pela Alfa Romeo, uma das equipes do meio do pelotão, Kimi chega a Interlagos sabendo que pontuar no domingo será importante para equipe, pensando em 2022. Vindo de um 10º lugar no México, ele projeta uma sequência na zona de pontos também no GP de São Paulo.

“Fiquei satisfeito com nosso desempenho no México e espero que possamos estar em um nível semelhante em Interlagos. A corrida da semana passada não foi tão cheia de acontecimentos para mim, mas conseguimos pontos, por isso estou feliz com o resultado: no final, o resultado foi bom, por isso não me importo se estive sozinho durante a maior parte da tarde”, comemora o piloto finlandês.

E uma das características do piloto ao longo da carreira foi o seu jeito de não se importar com o que acontece ao seu redor. Ao melhor estilo Kimi Raikkonen de ser, o piloto da Alfa Romeo, quando perguntado sobre o que sentia por correr no Brasil pela última vez, foi direto.

“Interlagos é um lugar que guarda boas lembranças para mim: foi onde ganhei o campeonato mundial em 2007, então correr aqui uma última vez vai ser bom. Claro, uma vez que estou no carro, não penso sobre essas coisas, mas é bom estar de volta aqui, uma vez que a corrida foi cancelada no ano passado”, disse Kimi.

O GP de São Paulo terá cobertura completa do Grupo Bandeirantes; veja a programação.