Fórmula 1

F1 renova contrato, e Circuito das Américas receberá GP dos EUA até 2026

País terá duas etapas no calendário a partir de 2022, com possibilidade de futura terceira prova

Da redação 18/02/2022 • 11:09
País terá duas etapas no calendário a partir de 2022, com possibilidade de futura terceira
País terá duas etapas no calendário a partir de 2022, com possibilidade de futura terceira
Divulgação/Fórmula 1.com

A Fórmula 1 anunciou nesta sexta-feira (18) uma prorrogação de contrato para que Circuito das Américas, em Austin (Texas), receba o Grande Prêmio dos Estados Unidos até 2026.

A renovação ocorre em um momento de reaproximação entre a categoria e os norte-americanos. Em 2022, o país receberá duas corridas, o GP de Miami e o GP dos Estados Unidos, com a possibilidade futura de uma terceira prova.

“Quero agradecer aos promotores pela dedicação e pelo entusiasmo com a Fórmula 1. Juntos, continuamos a aumentar a empolgação em torno de nosso esporte nos Estados Unidos”, comemorou Stefano Domenicali, diretor-executivo da F1.

“Austin é uma grande cidade, e a pista é uma das favoritas de todos os pilotos. Mal podemos esperar para voltarmos em outubro para mais ação e diversão”, completou o italiano.

Ausente do calendário em 2020 por causa da pandemia, a prova foi vencida em 2021 por Max Verstappen, da Red Bull. Nos anos anteriores, foram quatro vitórias de Lewis Hamilton com a Mercedes (2014 a 2017), uma de Kimi Raikkonen com a Ferrari (2018) e uma de Valtteri Bottas com a Mercedes (2019).

“O Grande Prêmio de Fórmula 1 dos Estados Unidos se tornou um dos maiores e melhores eventos do mundo. Estamos extremamente orgulhosos por ele ter achado um lar no Texas, no Circuito das Américas, e somos gratos a milhões de fãs que nos visitaram ao longo de nossa primeira década”, celebrou Bobby Epstein, investidor responsável pelo circuito.

F1 na Band: Confira a chamada para a temporada 2022