Fórmula 1

FIA rejeita protestos da Mercedes e confirma vitória de Verstappen em Abu Dhabi

Holandês foi campeão da temporada 2021 da Fórmula 1 ao vencer em Yas Marina

Da redação 12/12/2021 • 16:34 - Atualizado em 12/12/2021 • 19:04

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) rejeitou as apelações apresentadas pela Mercedes após o Grande Prêmio de Abu Dhabi deste domingo (12). A prova encerrou a temporada 2021 da Fórmula 1 e deu o título ao holandês Max Verstappen (Red Bull), que venceu. Lewis Hamilton foi o segundo colocado da corrida e do Mundial.

Em seus dois protestos, a Mercedes alegava que Verstappen havia ultrapassado Hamilton ainda antes da liberação posterior à entrada do safety car, e que nem todos os retardatários recuperaram voltas a tempo da relargada – a exigência é que a relargada seja feita na volta posterior às ultrapassagens feitas pelos pilotos do fim da fila sobre os líderes.

Os dois questionamentos, no entanto, foram desconsiderados pela FIA após análise. Assim, o resultado da prova foi mantido, confirmando o título de Verstappen.

“Considerando os diversos posicionamentos feitos pelas partes, os comissários determinaram que, embora o carro 33 tenha, por um breve período, se movido à frente do carro 44, no momento em que os dois estavam acelerando e freando, voltou para trás do carro 44 e não estava à frente quando o período de safety car se encerrou”, diz o comunicado da FIA.

A categoria confirmou também que o segundo protesto foi igualmente rechaçado. A Mercedes alegava que cinco pilotos - Lando Norris (McLaren), Fernando Alonso (Alpine), Esteban Ocon (Alpine), Charles Leclerc (Ferrari) e Sebastian Vettel (Aston Martin) – descontaram volta sobre Hamilton na mesma volta em que o safety car recolheu.

O safety car provocado pelo acidente de Nicholas Latifi (Williams) na volta 50 só voltou para os boxes no fim da volta 57, deixando aos pilotos a última volta da prova. Hamilton viu a vantagem que tinha para Verstappen desaparecer. O holandês, com pneus mais novos, não perdeu a chance e superou o rival.

Apesar das decisões, a Mercedes deverá recorrer mais uma vez do veredito. Uma nova queixa pode ser registrada até quarta-feira (14).

Veja as fotos do GP de Abu Dhabi: