Fórmula 1

F1: Hamilton supera Leclerc no fim e vence o GP da Grã-Bretanha

Em prova marcada por acidente entre Verstappen e Hamilton, britânico fez prova estratégica e superou monegasco

Da Redação 18/07/2021 • 13:03 - Atualizado em 19/07/2021 • 12:08
Em prova marcada por acidente entre Verstappen e Hamilton, britânico fez prova estratégica e superou monegasco
Em prova marcada por acidente entre Verstappen e Hamilton, britânico fez prova estratégica e superou monegasco
F1/Twitter

Lewis Hamilton fez uma prova de superação para conquistar neste domingo (18) a vitória no Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1, em Silverstone. Punido por um acidente com Max Verstappen no começo da prova, o britânico da Mercedes precisou reagir para vencer - o que só conseguiu graças a uma ultrapassagem sobre Charles Leclerc nas voltas finais. Valtteri Bottas, em terceiro, completou o pódio.

Foi um fim de semana em que tudo deu errado para a Red Bull. No sábado, Sergio Perez rodou e acabou em último. Largando em 20º, o mexicano tentou se recuperar neste domingo, mas foi apenas o 16º colocado e somou apenas um ponto, graças à volta mais rápida. Já Verstappen venceu a corrida sprint, mas o acidente da prova principal deixou ele apenas com os três pontos da véspera.

Apesar do péssimo fim de semana da Red Bull, Max Verstappen ainda lidera o Mundial de Pilotos – o holandês tem 185 pontos, contra 177 de Hamilton. Lando Norris, da McLaren, chegou a 113 e assumiu o terceiro lugar – Perez, com 104, caiu de terceiro para quinto. O quarto lugar é de Valtteri Bottas, com 108. Confira a classificação.

A décima etapa da temporada 2021 foi novamente atração na tela da Band, com narração de Sérgio Maurício, comentários de Reginaldo Leme e Max Wilson e reportagem de Mariana Becker direto de Silverstone. Uma transmissão que fez o fã da F1 não perder nenhum detalhe, desde antes da largada até o fim da festa do pódio.

Confira os principais destaques da prova

1 . Bandeira vermelha: Verstappen bate na primeira volta

A largada foi marcada por uma disputa acirrada entre Verstappen e Hamilton. O britânico da Mercedes largou bem e pressionou o rival da Red Bull. Ao entrarem na curva Copse, Hamilton tocou o holandês, que saiu da pista e bateu com força nos pneus.

A direção de prova colocou o safety car na pista. Verstappen precisou ser atendido pelos médicos. Hamilton, com o bico do carro avariado, perdeu o primeiro lugar para Charles Leclerc, da Ferrari. Minutos depois, a corrida foi interrompida.

2. Largada tem Leclerc em primeiro e Vettel rodando

Na segunda largada, Leclerc manteve a primeira posição, à frente de Hamilton - que foi punido com 10 segundos pelo acidente. Lando Norris tomou o terceiro lugar de Bottas, que caiu para quarto. Daniel Ricciardo vinha em quinto.

Mais atrás, o maior prejuízo foi o de Sebastian Vettel. O alemão da Aston Martin rodou sozinho no final da volta e caiu para a 19ª posição.

3. Problemas nos pitstops

A janela de trocas de pneus promoveu mudanças nas posições. Lando Norris parou na volta 22 e sofreu com um atraso na troca da roda traseira direita, perdendo tempo e caindo de terceiro para sexto – melhor para Bottas, que vinha atrás do inglês e voltou à frente depois de sua parada.

O incidente não foi isolado. Nomes como Fernando Alonso (Alpine) e Carlos Sainz (Ferrari) também tiveram problemas nas trocas e voltaram à pista com prejuízo.

Nas trocas dos ponteiros, Leclerc seguiu em primeiro. Hamilton cumpriu a punição e voltou em quinto, mas se recuperou e buscou o terceiro lugar, atrás de Bottas.

4. Estratégia da Mercedes no fim

A dez voltas do fim, Hamilton tomou o segundo lugar de Bottas na tentativa de buscar Leclerc. A diferença entre os dois era de pouco menos de 8 segundos.

A escolha valeu a pena. Hamilton chegou no fim no encalço de Leclerc. Na volta 50 de 52, o britânico foi para cima e tomou de Leclerc a primeira posição - e não perdeu mais. Festa da torcida que lotou as arquibancadas de Silverstone.

5. Não foi dessa vez…

A corrida de Leclerc foi de destaque. O monegasco liderou boa parte das voltas, mesmo anunciando problemas na unidade de potência. No fim, teve que se contentar com o segundo lugar.

Assim, a Ferrari precisará esperar mais um pouco para voltar a comemorar uma vitória - o que não acontece desde o GP de Singapura de 2019, quando Sebatian Vettel foi o primeiro colocado. O pódio foi o primeiro de Leclerc desde o GP da Grã-Bretanha de 2020.

Confira a classificação final do GP da Grã-Bretanha

Piloto do dia: Charles Leclerc

O monegasco da Ferrari pode não ter ficado feliz com o segundo lugar, mas acabou levando a melhor na votação do público. 

E quando é a próxima etapa?

A Fórmula 1 retorna no final de semana dos dias 30 de julho, 31 de julho e 1º de agosto com o Grande Prêmio da Hungria, em Hungaroring. Tudo, mais uma vez, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

  • Fórmula 1
  • Lewis Hamilton
  • GP da Grã-Bretanha