Fórmula 1

Como ficam as ruas de Monte Carlo no dia seguinte ao GP de Mônaco? Confira

Vias usadas na prova do fim de semana tem tráfego de veículos, serviços de limpeza e lixo

Por Emanuel Colombari

Como ficam as ruas de Monte Carlo no dia seguinte ao GP de Mônaco? Confira
Emanuel Colombari/Band

O fim de semana do Grande Prêmio de Mônaco é marcado por festas e glamour em todo o principado. Mas a segunda-feira pós-corrida é de muito trabalho nas ruas de Monte Carlo.

Pelas vias que formam o traçado, um trânsito tímido começa a circular. Carros e ônibus dividem o espaço com caminhões de serviço e empilhadeiras, enquanto pedestres caminham pelas calçadas ainda protegidas por alambrados e guard-rails.

Com a circulação praticamente toda liberada, é possível ver placas e cartazes de patrocinadores que ainda são exibidos em algumas das curvas da pista. Mas os trechos que foram tomados até domingo por alguns dos carros mais velozes do mundo agora são de caminhões estacionados e prestadores de serviço.

O clima na manhã de segunda-feira em Monte Carlo é de fim de festa - ainda que seja decretado feriado. Na região de Porto Hércules, diante do Estádio Náutico Rainier III, vários barcos e iates seguem ancorados, mas a pista por onde a Fórmula 1 passa agora é tomada por lixo, veículos utilitários e cones.

Na reta principal, poucos guardas em trechos distintos orientam pedestres para que utilizem a calçada e liberem a via para circulação. Pela calçada atrás de alambrados, por baixo da estrutura do pódio, muita fiação elétrica segue à espera de quem a recolha.

Diante do Cassino de Monte Carlo, um telão desligado e uma tenda que começa a ser desmontada são os resquícios da prova do dia anterior. No meio-fio, uma rolha de champanhe deixa claro que o domingo foi de festa entre quem passou por ali. Turistas caminham para as últimas fotos.

A Mirabeau agora tem apenas um ônibus passando, enquanto o hairpin do hotel Fairmont nem de longe vê o movimento de luxuosos carros esportivos das noites anteriores. Pelo contrário: a portas dos hotéis têm tráfego intenso de malas e carrinhos de bagagem.

O túnel que leva à chicane nova tem poucos pedestres circulando pelo lado esquerdo da pista, com alguns corredores amadores aproveitando a manhã de pouco sol para exercícios. Por ali, no acesso subterrâneo para o auditório Rainier III, funcionários utilizam andaimes metálicos para retirar o que sobrou da corrida.

A poucos metros do circuito, uma casa de shows no Boulevard do Larvotto dá um último susto em quem frequenta: um luminoso anúncio com um show da cantora pop britânica Melanie C. e do rapper norte-americano Fatman Scoop. Letras menores, porém, avisam que o concerto aconteceu na noite de domingo (28), encerrando de vez a badalada programação no local.

A reportagem viajou a convite da PokerStars, patrocinadora oficial da Oracle Red Bull Racing.

Notícias

Carregar mais