Fórmula 1

Hamilton diz que carro de Verstappen o atingiu na cabeça; holandês acusa o rival: "Me espremeu"

Líder e vice-líder do campeonato mundial de pilotos trocam acusações após o acidente que os tirou do GP da Itália de F1

Da Redação 12/09/2021 • 13:39 - Atualizado em 12/09/2021 • 19:00

Após o acidente que tirou Lewis Hamilton e Max Verstappen do Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1, os dois pilotos que disputam a liderança do campeonato trocaram acusações sobre o incidente. Com a confusão, o vencedor do GP foi Daniel Ricciardo.

Verstappen foi punido pelo incidente. O piloto holandês da Red Bull Racing tomou punição de três posições no grid do Grande Prêmio da Rússia e dois pontos de penalidade na carteira. Quando um piloto acumula 12 pontos na carteira, fica fora de uma corrida como punição.

Em entrevista à Mariana Becker, da Band, Hamilton afirmou que sentiu o carro do adversário encostar em sua cabeça. "O carro chegou muito próximo, senti encostar ali na minha cabeça, na coluna", disse o britânico. 

"Estava tudo muito apertado na curva 1, ele (Hamilton) me espremeu. Foi no limite da pista. Eu tentei ir por fora, ele sabe que eu estava alí e ele foi me espremendo até um ponto que não tinha mais espaço para mim. Ele me jogou para a lombada laranja e depois disso a gente bateu”, disse o piloto holandês.

Vídeo: Veja o momento do acidente entre Hamilton e Verstappen

Hamilton se mostrou insatisfeito com a maneira que a corrida terminou para ele, e afirmou que estava correndo para vencer. 

"Eu estava correndo para a vitória, a gente não teve uma parada boa, tentei me aproximar o mais rápido possível da curva 1, entrei como na primeira volta, dei o espaço e de repente havia um carro em cima de mim", frisou.

"Quando acabou a pista pra mim, eu decidi ir reto, e ele devia ter feito a mesma coisa ali", finalizou Hamilton.

Verstappen também comentou se acha que existe algum culpado pela batida que tirou o carro da Red Bull e da Mercedes da corrida.

“Eu estava lá para tentar guiar firme, mas justo. Mas chegou em um ponto que ele foi me apertando e eu não tinha para onde ir até que batemos”, diz o holandês.

  • Fórmula 1