Fórmula 1

F1: Mercedes se aproxima do oitavo título seguido no Mundial de Construtores

Equipe alemã ampliou de cinco para 28 pontos a vantagem sobre a Red Bull após o GP da Arábia Saudita

Da Redação 06/12/2021 • 16:24 - Atualizado em 06/12/2021 • 16:25
Chefe da Red Bull admite que só "milagre" dá o título de 2021 à equipe
Chefe da Red Bull admite que só "milagre" dá o título de 2021 à equipe
Divulgação/Fórmula 1.com

Além da vitória emocionante de Lewis Hamilton e de um terceiro lugar de Valtteri Bottas obtido na última volta, a Mercedes teve mais um motivo para comemorar no Grande Prêmio da Arábia Saudita de Fórmula 1: o título do Mundial de Construtores está bem próximo.

Ao levar os dois pilotos ao pódio e ainda ver o heptacampeão do mundo fazer a volta mais rápida em Jeddah, a equipe alemã somou 41 pontos e aumentou a vantagem contra a Red Bull, que só acumulou 18 com o segundo lugar de Max Verstappen - Sergio Pérez abandonou.

Com isso, a Mercedes chega à última etapa do Mundial, em Abu Dhabi, com 587,5 pontos, contra 559,5 pontos da adversária austríaca, uma diferença expressiva de 28 pontos para tirar em apenas uma corrida.

Vale lembrar que se a Red Bull tiver um final de semana perfeito - vitória, segundo colocado e melhor volta - somaria 44 pontos. Ou seja, ainda assim bastaria que Bottas e Hamilton somassem juntos 17 pontos na corrida nos Emirados Árabes para que a Mercedes ficasse com o troféu pela oitava vez seguida - só deu ela desde o início da chamada era híbrida, em 2014. Em caso de empate, a Red Bull seria a campeã por ter vencido uma corrida a mais no ano (10 a 9). 

“Nosso time conseguiu realizar uma campanha fenomenal este ano. Ganhamos dez corridas e trouxemos a batalha com eles (Mercedes) até o final, na última corrida. Nos Construtores estamos um passo atrás agora e precisaremos de um milagre para vencer esse”, admitiu Christian Horner, chefe da Red Bull. 

O Mundial de Construtores é fundamental para as equipes de Fórmula 1 por determinar a distribuição de premiações - ou seja, quanto melhor classificada, mais dinheiro a equipe ganha. 

Se entre as escuderias tudo indica que a Mercedes vai se dar bem, a disputa entre os pilotos está totalmente aberta, já que Max Verstappen (Red Bull) e Lewis Hamilton (Mercedes) vão para Abu Dhabi rigorosamente empatados com 369,5 pontos - o holandês só aparece à frente na classificação por ter uma vitória a mais. 

A Band transmite o treino classificatório no próximo sábado (11) e a decisiva corrida de Abu Dhabi no domingo (12), ambas a partir das 9h30 pelo horário de Brasília.