Fórmula 1

Chefe da Mercedes esbraveja após GP da Arábia Saudita e pede 'campeonato limpo'

Chefe de equipe da Mercedes evitou críticas diretas, mas demonstrou insatisfação com a Red Bull

Da redação 06/12/2021 • 15:19 - Atualizado em 06/12/2021 • 15:22

O chefe de equipe da Mercedes, Toto Wolff, evitou fazer críticas diretas à Red Bull após o Grande Prêmio da Arábia Saudita de Fórmula 1, neste domingo (5).

A prova em Jidá terminou com a vitória de Lewis Hamilton, da equipe alemã. Max Verstappen, da Red Bull, terminou em segundo. A prova deixou os dois empatados na liderança do Mundial de pilotos, com 369,5 pontos cada, a uma corrida do fim da temporada.

Apesar do bom resultado na etapa saudita, Wolff não conseguiu esconder a frustração, com indiretas a Verstappen e à Red Bull. Em especial ao acidente na volta 37, quando o holandês liderava e freou na frente do rival após receber a orientação de ceder a posição.

“Queremos apenas um campeonato limpo. Que o melhor homem vença – e se for Max no fim, estarei em paz com isso. Mas precisa ser uma corrida justa”, disse, segundo o chefe da Mercedes, segundo o site oficial da Fórmula 1.

Apesar dos incidentes, Toto Wolff se mostrou satisfeito com o resultado conquistado por Lewis Hamilton na Arábia Saudita.

“Acho que ele mereceu (a vitória). Ele poderia ter saído algumas vezes com uma asa dianteira quebrada”, analisou. “Eu não quero lavar a roupa suja aqui, mas aquilo não foi... Foi espetacular, mas não foi uma boa corrida”, acrescentou.