Fórmula 1

Vettel passa em branco na Espanha e atinge maior sequência sem pontos

Pela primeira vez na carreira, alemão não soma pontos por sete corridas seguidas

Da Redação 09/05/2021 • 16:28 - Atualizado em 10/05/2021 • 22:10
Pela primeira vez na carreira, alemão não soma pontos por sete corridas seguidas
Pela primeira vez na carreira, alemão não soma pontos por sete corridas seguidas
Aston Martin/Divulgação

Sebastian Vettel chegou à Aston Martin para a temporada 2021 como uma aposta alta, de forma a manter os bons resultados que a equipe conquistou como Racing Point. No entanto, até aqui, a aposta ainda não deu os frutos esperados.

Vettel terminou o GP da Espanha deste domingo em 13º lugar, e ainda não somou pontos. Pior: atingiu sua pior marca desde que estreou na Fórmula 1, chegando à sétima corrida consecutiva sem conseguir pontuar.

O alemão já havia encerrado sua passagem pela Ferrari fora das 10 primeiras posições nas três últimas corridas de 2020: foi 13º no Bahrein, 12º em Sakhir e 14º em Abu Dhabi. Na última vez que pontuou, havia sido o terceiro colocado no GP da Turquia.

A situação não melhorou muito em 2021, na nova equipe. Pela Aston Martin, o tetracampeão foi 15º no Bahrein, 15º na Emilia-Romagna (abandonou a prova nas últimas voltas com um problema de câmbio) e 13º em Portugal. Em Barcelona, neste final de semana, voltou a passar em branco.

Com as sete corridas sem pontos entre Ferrari e Aston Martin, Vettel tem um desempenho pior até mesmo do que o apresentado em suas primeiras temporadas, ainda pela Toro Rosso.

Em 2007, o alemão completou cinco provas seguidas (Hungria, Turquia, Itália, Bélgica e Japão) fora dos pontos. Depois, na virada de 2007 para 2008, foram seis corridas (Brasil em 2007; Austrália, Malásia, Bahrein, Espanha e Turquia em 2008).

A situação é pior Lance Stroll foi décimo no Bahrein e oitavo na Emilia-Romagna, somando os únicos pontos da Aston Martin em 2021. Passadas as quatro primeiras provas do ano, Vettel é um dos sete pilotos que não pontuaram – Kimi Raikkonen, Antonio Giovinazzi (ambos da Alfa Romeo), George Russell, Nicholas Latifi (dupla da Williams), Mick Schumacher e Nikita Mazepin (da Haas) estão na mesma situação.

Após a prova na Catalunha, Vettel lamentou a estratégia de pneus – que, segundo ele, “dificultou a luta por pontos”. No entanto, sabe que precisa reagir.

“Continuaremos trabalhando duro e sabemos que temos uma longa temporada pela frente. Os novos componentes que times aqui ajudaram, e precisamos continuar dando passos à frente a cada fim de semana”, analisou.

A Fórmula 1 retorna no final de semana dos dias 20, 22 e 23 de maio com o Grande Prêmio de Mônaco, em Monte Carlo. Tudo, mais uma vez, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

  • Fórmula 1
  • Vettel
  • Aston Martin