Fórmula 1

“Vimos a disputa que esperávamos há anos”, diz Reginaldo Leme sobre GP do Bahrein

Comentarista e equipe da Band analisam corrida marcada por briga entre Hamilton e Verstappen

Da Redação, com Show do Esporte 28/03/2021 • 14:58 - Atualizado em 29/03/2021 • 17:57
Comentarista analisou a disputa entre Verstappen e Hamilton
Comentarista analisou a disputa entre Verstappen e Hamilton
Reprodução

A Fórmula 1 voltou para a tela da Band em grande estilo. Com emoção do início ao fim, Lewis Hamilton segurou a pressão de Max Verstappen e faturou o Grande Prêmio do Bahrein neste domingo (28). Reginaldo Leme vibrou com a disputa entre o inglês da Mercedes e o holandês da Red Bull. 

“Há muito tempo que a gente espera esta luta direta, não só no box, e foi espetacular. É a disputa direta que estamos esperando há muitos anos, sabendo que Verstappen tem o mesmo talento de Hamilton. Claro que o Hamilton tem mais confiança, um cara com sete títulos mundiais. Dois pilotos incríveis”, avaliou.

Max Verstappen, que largou da pole, chegou a retomar a ponta a três voltas do fim, mas devolveu a posição por ter ultrapassado o limite da pista. O holandês deu a entender que faria diferente e que só seguiu uma ordem da equipe. “Ele disse que preferia ser punido e tentar tirar os 5 segundos de punição na pista nas voltas finais. Olha que autoconfiança. Eu acho que não (tiraria)”, disse o comentarista. 

Para Reginaldo, mais uma vez ficou provado que Verstappen ameaça mais o domínio de Hamilton do que o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes. “Tem sido uma constante ele superá-lo. O Max só não foi vice-campeão em 2020, à frente do Bottas, porque teve duas corridas com problemas sérios no motor”. 

Felipe Giaffone, que também comentou a transmissão no Bahrein, disse que a estratégia da Red Bull de parar cinco voltas depois que a Mercedes no primeiro pit parecia equivocada, mas a briga no fim mostrou que não. “O carro está bom e chegou em segundo no detalhe . Acho que neste ano teremos duas equipes brigando até o final”, disse o ex-piloto. 

“Nada melhor do que começar com chave de ouro. Uma vitória espetacular protagonizada por dois geniais pilotos. Um heptacampeão do mundo e um garoto que está na trilha dos títulos”, destacou o narrador Sérgio Maurício. 

Outros destaques

A equipe da Band elegeu Sergio Pérez o piloto da corrida. O mexicano da Red Bull largou dos boxes após ter problemas na volta de apresentação e ainda assim conseguiu terminar em quinto. “Imagino que ele teve uma noite horrível porque ficou muito atrás do Verstappen no treino. Acho que quando ele teve o problema relaxou e pensou que não tinha nada a perder. Fez o que se espera do Pérez, que é um piloto muito bom”, afirmou Giaffone. 

Reginaldo e Sérgio Maurício também destacaram o quarto lugar de Lando Norris com a McLaren e o japonês Yuki Tsunoda, que terminou em nono e conquistou dois pontos logo na corrida de estreia na AlphaTauri. “Os japoneses devem estar vibrando demais, porque são loucos por Fórmula 1. Quem sabe isso convence a Honda a continuar na categoria”, disse o narrador. 

A Ferrari, por outro lado, decepcionou Giaffone. “Leclerc em sexto e Sainz em oitavo. Vão ter muito trabalho pela frente”, apostou. 

A Fórmula 1 retorna no final de semana dos dias 16, 17 e 18 de abril, com o GP de Emilia Romagna, na Itália. Tudo, é claro, com cobertura completa do Grupo Bandeirantes de Comunicação.

Classificação final do GP do Bahrein:

  • reginaldo leme
  • band
  • hamilton
  • fórmula 1
  • verstappen