Esportes

Corinthians envia ofício à Conmebol pedindo punição ao Boca por casos de racismo

Torcedor do Boca foi flagrado imitando macaco para torcida do Corinthians

Gustavo Soler 20/05/2022 • 19:40 - Atualizado em 20/05/2022 • 20:02
As duas partidas entre as equipes na Libertadores tiveram casos de racismo
As duas partidas entre as equipes na Libertadores tiveram casos de racismo
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians enviou nesta sexta-feira, 20, um ofício para a Conmebol relatando novos casos de racismo da torcida do Boca Juniors contra torcedores do Timão na partida válida pela quinta rodada da Libertadores, no dia 17 de maio.

De acordo com o novo Código Disciplinar da entidade, está prevista uma multa mínima de US$ 100 mil (cerca de R$ 500 mil) para o clube dos torcedores infratores. O código também prevê a possibilidade de interdição de setores do estádio ou portões fechados por um ou mais jogos.

Confira o ofício da diretoria corintiana:

"O Sport Club Corinthians Paulista considera inaceitáveis as manifestações de racismo da torcida do Boca Juniors, bem como o tratamento dado à sua torcida na chegada do estádio La Bombonera, o que retardou a ocupação dos lugares reservados a ela ao longo de toda a primeira etapa.

Muitos corintianos, com ingresso, só conseguiram acompanhar a partida de dentro do estádio no segundo tempo por atraso na escolta ou revista nos portões.

O clube vai protocolar reclamação formal à CONMEBOL para apuração de responsabilidades e punições, além de requerer ações preventivas nos próximos jogos.  

Atenciosamente,

Sport Club Corinthians Paulista".