Esportes

Corinthians vai assumir dívida com goleiro Ivan, diz presidente da Ponte Preta

Marco Antônio Eberlin, presidente da Macaca, falou à Rádio Bandeirantes sobre a saída do goleiro

Lucas Herrero 18/01/2022 • 15:22 - Atualizado em 18/01/2022 • 15:54

O Corinthians vai assumir uma dívida entre R$10 e 12 milhões com o staff do goleiro Ivan, da Ponte Preta, próximo de ser oficializado como novo reforço do Timão. É o que afirma o presidente da Macaca, Marco Antônio Eberlin, em entrevista ao repórter Lucas Herrero, da Rádio Bandeirantes.

"Nós vamos transferir esse endividamento para o Corinthians. É um atleta formado nas categorias de base, de grande potencial, mas chegou o momento de sair. Até porque eu não posso competir com o Corinthians em questão salarial”, afirmou o dirigente. 

Além de transferir a dívida ao Corinthians, herança da gestão passada de acordo com o presidente, a Ponte Preta recebeu alguns jogadores do Timão em troca pela negociação: ogoleiro Caíque França o zagueiro Léo Santos, o lateral-direito Igor Formiga e o volante Matheus Jesus.

Mesmo se desfazendo de um dos seus principais jogadores, a Macaca segue ativa no mercado com reforços importantes, como o zagueiro Dedé e o atacante Lucca, que tem passagem pela equipe. Segundo Marco Antônio Eberlin, as contratações estão dentro do orçamento do clube, que tem uma dívida superior a R$200 milhões, sendo que 20 milhões são a curto prazo.

“Tanto o Dedé quanto o Lucca vieram dentro da realidade financeira do clube. O Lucca conseguiu o estrelato na Ponte Preta. O Dedé é um jogador experiente, de seleção, que precisa de oportunidade", completou o mandatário.

Ivan está na Ponte Preta desde 2013. Aos 24 anos, o jogador está a detalhes de ser oficializado como o novo reforço do Corinthians, que deve liberar o goleiro Matheus Donelli para assinar com outra equipe. Pelo profissional, o arqueiro fez 163 partidas defendendo as cores da Macaca.