Mundial de Clubes

Chelsea marca na prorrogação e bate Palmeiras na final do Mundial de Clubes

Lukaku e Havertz fizeram os gols ingleses, enquanto Raphael Veiga marcou para os palmeirenses

Da redação 12/02/2022 • 16:10 - Atualizado em 12/02/2022 • 18:38

O Palmeiras resistiu o quanto pôde, mas acabou batido pelo Chelsea por 2 a 1 neste sábado (12), na final do Mundial de Clubes de 2021, em Abu Dhabi. Lukaku e Havertz fizeram os gols ingleses, enquanto Raphael Veiga marcou para os palmeirenses.

A decisão colocou frente a frente os dois times que entraram no Mundial já nas semifinais, confirmando o favoritismo: o Palmeiras fez 2 a 0 no Al Ahly (EGI), enquanto o Chelsea bateu o Al Hilal (ARS) por 1 a 0. A decisão foi a primeira entre América do Sul e Europa desde 2019, quando o Liverpool levou o título ao vencer o Flamengo.

A partida teve duas estratégias bem definidas. O Chelsea, desde o começo, marcou avançado e ofereceu dificuldades para a saída de bola do Palmeiras. Por sua vez, o Palmeiras tentou a sorte nos contra-ataques e nos lançamentos, com pouco perigo.

Os primeiros 15 minutos de jogo mostraram dois times bastante estratégicos. O Palmeiras colocou Rony e Gustavo Scarpa para marcar as alas do Chelsea, apostando nos contra-ataques. O Chelsea chegava pelas pontas, arriscando nos cruzamentos fechados. Na primeira boa chance do Palmeiras, aos 17 min do primeiro tempo, Dudu cruzou pela esquerda, a zaga inglesa não afastou e Rony cabeceou sem força para a defesa de Mendy. Com 23, Dudu recebeu a bola comprida, girou pela esquerda e bateu, mandando para fora.

Aos poucos, o Chelsea passou a controlar melhor a bola no ataque, buscando passes a partir da intermediária. Havertz teve duas chances, aos 25 e aos 26, mas mandou as duas para fora. Em contra-ataque, aos 27, Dudu bateu desequilibrado e perdeu mais uma oportunidade. Com dificuldades na saída de bola, o Palmeiras chamava o Chelsea, que quase fez 1 a 0 aos 35: Pulisic cruzou rasteiro pela direita, a zaga cortou no susto para trás de Weverton apareceu a tempo para se recuperar. Nos acréscimos, Thiago Silva arrisco da intermediária e Weverton pôs para fora com a ponta dos dedos.

Melhor em campo, o Chelsea abriu o placar aos 10 min do segundo tempo: Hudson-Odoi recebeu na esquerda e cruzou, Lukaku subiu melhor que Luan e cabeceou com força para fazer 1 a 0. De quebra, aos 12, o time inglês avançou tocando na intermediária e Pulisic bateu com perigo, mandando à direita do gol de Weverton. O Palmeiras teve chance aos 13, mas Dudu esticou demais ao receber e Mendy acabou se antecipando.

Só que o Palmeiras reagiu rápido, após um pênalti que a arbitragem contou com o VAR para assinalar, apontando um toque de mão de Thiago Silva na bola dentro da área. Na cobrança, aos 19 min, Raphael Veiga bateu rasteiro e fez. De quebra, aos 25, Danilo ciscou na entrada da área e tocou para Veiga, que bateu rasteiro e parou no goleiro Mendy. Na resposta, o Chelsea tocou bola de novo, Pulisic arriscou da intermediária e mandou para fora.

A partir daí, os dois times criaram menos chances. O Chelsea continuou marcando melhor a saída de bola, mas tentando alçar a bola na área. O Palmeiras, com dificuldades, buscava lançamentos, sem sucesso. Na prorrogação, com 9 min do primeiro tempo, Werner recebeu impedido na esquerda e cruzou – a bola travou na zaga e ainda pegou no travessão antes de sair para escanteio. Com 15, Rafael Navarro recebeu bola em profundidade, mas a arbitragem assinalou o impedimento.

No entanto, aos 10 min do segundo tempo da prorrogação, o VAR também assinalou um pênalti para o Chelsea - desta vez, em uma bola que pegou na mão de Luan. Havertz bateu rasteiro aos 12 min, fez 2 a 1 e recolou o time inglês na frente - desta vez, para não perder mais. No fim, em uma última chance do Chelsea nos acréscimos, Luan foi expulso após falta em Havertz.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 2 CHELSEA (ING)


Local: Estádio Mohammed bin Zayed, em Abu Dhabi (EAU)
Data: 12 de fevereiro de 2022
Horário: 13h30 (de Brasília)
Árbitro: Chris Beath (AUS)
Assistentes: Anton Shchetinin (AUS) e Ashley Beecham (AUS)
Gols: Lukaku, aos 10 min do 2º T (CHE); Raphael Veiga, aos 19 min do 2º T (PAL); Havertz, aos 12 min do 2º TP (CHE)
Cartões amarelos: Wesley (PAL), Luan (PAL), Atuesta (PAL); Havertz (CHE)
Cartões vermelhos: Luan (PAL)

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Deyverson), Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Danilo e Zé Rafael (Jailson); Dudu (Rafael Navarro), Raphael Veiga (Atuesta) e Gustavo Scarpa; Rony (Wesley). Técnico: Abel Ferreira

CHELSEA: Mendy; Rüdiger, Thiago Silva e Christensen (Sarr); Kanté, Kovacic (Ziyech), Azpilicueta e Hudson-Odoi (Saúl); Mount (Pulisic), Lukaku (Werner) e Havertz. Técnico: Thomas Tuchel