Jogo Aberto

Cotovelada e ironia de Otamendi revoltam Renata Fan: “dançando tango na cara da sociedade”

Argentino acertou um golpe em Raphinha, em jogo entre Brasil e Argentina, e nem falta foi marcada pelo árbitro

Da Redação, com Jogo Aberto 17/11/2021 • 12:35 - Atualizado em 17/11/2021 • 13:07

No empate sem gols entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias da Copa, nesta terça-feira (16), o principal assunto foi a violência dos donos da casa – em especial de Otamendi. O zagueiro acertou uma cotovelada em Raphinha, mas a arbitragem, mesmo com o VAR, sequer falta marcou. No Jogo Aberto desta quarta (17), Renata Fan se revoltou com o lance.

“É um absurdo. Impossível [não ver a cotovelada]! Se a gente que, pela televisão, numa primeira imagem, já viu que algo grave tinha acontecido, como o árbitro [Andrés Cunha, do Uruguai] ignora? Principalmente o VAR. Como não ver uma cotovelada num jogador? Nada justifica”, questionou Renata.

O juiz Andrés Cunha acabou suspenso pela Conmebol, junto do árbitro de VAR, Esteban Ostojich, pela atuação no duelo. Áudio divulgado pela entidade revela que o VAR sugeriu cartão amarelo para o lance.

A apresentadora também criticou a postura de Otamendi, que ironizou o lance após a partida. Ao comentar em uma postagem no Instagram sobre a cotovelada, o zagueiro escreveu que foi “só bola”.

“Não consigo entender o cinismo. Ele sai impune e vem no Instagram ainda responder. Não dá para dizer que estão ‘sambando na cara da sociedade’, porque eles não sambam. Estão ‘dançando um tango na cara da sociedade’”, completou Renata.

Denílson concordou e defendeu ainda uma punição a Otamendi.

“Tem que suspender também o Otamendi Ele sabe que deu a cotovelada”, afirmou.