Jogo Aberto

Denílson diz que não marcaria pênalti em Calleri após choque com Vítor, do Ceará

Após marcação, argentino desperdiçou a cobrança a favor dos tricolores

Da redação, com Jogo Aberto 04/08/2022 • 12:06 - Atualizado em 04/08/2022 • 19:20
Denílson diz que não marcaria pênalti em Calleri
Denílson diz que não marcaria pênalti em Calleri
Flickr/São Paulo

Pelo jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana, São Paulo e Ceará se enfrentaram na última quinta-feira, 3, no Morumbi. A partida terminou em 1 a 0 para os tricolores, mas podia ser um placar mais extenso caso Calleri tivesse convertido uma cobrança de pênalti após receber uma cotovelada de Vitor, do Vozão.

No Jogo Aberto desta quinta-feira, 4, Denílson afirmou que não marcaria o pênalti no jogador argentino. Para ele, o Tricolor vai de encontro ao Vítor.

“Não achei que foi pênalti, o Vítor, que aliás passou pelo Palmeiras e não teve sequência, ele faz o movimento natural de saltar e disputar a bola. Para mim, o Calleri que vai de encontro ao braço dele, acho que o árbitro apitou o pênalti muito mais porque viu o rosto do Calleri sangrando, do que pelo contato”, disse.

Apesar de não marcar, Denílson destacou que o erro pode custar para o São Paulo já que a vaga para semifinal será definida na Arena Castelão.

“É aquela frase ‘só erra quem bate’, obvio, mas ele (Calleri) podia ter caprichado um pouquinho mais porque ele bateu muito mal e facilitou muito a defesa do goleiro. Esse é um gol que pode fazer falta no Ceará (jogo de volta), que é um lugar difícil de jogar, vai ser uma pressão grande. Mas a pequena vantagem nesse caso tem que ser comemorada”, disse.

Com a vitória por 1 a 0, o São Paulo precisa apenas de um empate ou qualquer vitória para avançar na competição.