Jogo Aberto

Denílson vê dois erros de arbitragem a favor do Corinthians e pede calma com Luan

Comentarista e Renata Fan analisaram polêmicas da primeira derrota do Timão no Paulista

Da Redação, com Jogo Aberto 14/04/2021 • 12:18

O Corinthians foi beneficiado em dois lances na derrota por 2 a 1 para a Ferroviária, segundo Denílson. O comentarista do Jogo Aberto considerou que a arbitragem errou primeiro ao anular um gol do time de Araraquara aos 35 minutos do primeiro tempo - Everton balançou as redes, mas o lance foi anulado por impedimento de Xandão, que teria atrapalhado a visão de Cássio. 

“Eu sei que tem que respeitar a regra. Mas não teria anulado esse gol não. O cara não tá nem perto do Cássio, tem uns 5, 6 metros de distância para o chute e para o Cássio. Acho que não interefere. Se estivesse mais perto poderia ter atrapalhado a reação, mas tá muito distante”, disse Denílson. “Eu discordo. Ele estava impedido e na minha opinião interfere”, completou Renata Fan.

A apresentadora e o comentarista, porém, concordaram que o lance do gol do Timão deveria ter sido anulado. João Victor cruzou antes de a jogada ser concluída por Camacho, mas a Ferroviária reclamou muito de a bola ter saído pela lateral. “Essa bola saiu muito. Saiu muito. De verdade. É só você ver a reação do Pintado (técnico) na hora. Era bola pro bandeirinha, que tava pertinho do lance. Saiu muito. Pelo amor de Deus”, afirmou Denílson. “E ainda tem o VAR para revisar. Não é possível não teremo visto”, completou Renata. 

Renata e Denílson ainda comentaram o segundo gol da Ferroviária. Xandão cobrou falta de longe e venceu Cássio, que só tinha um na barreira. “Sensação é de que ele queria dois, mas o Adson, número 28, sai da barreira”, opinou o comentarista. “Acho que no fundo eles não acreditavam no gol. Foi um chute de rara felicidade”, afirmou a apresentadora.

A boa atuação do tão criticado Luan pelo Timão na partida também foi assunto. “Ele falou que quer jogar mais e ter mais sequência, mas nesse jogo especificamente jogou muito bem. Todas as ações ofensivas passaram pelos pés dele. Mas é só um jogo. Muito pouco para exaltar o futebol dele. É preciso regularidade”, concluiu Denílson.

  • denílson
  • corinthians
  • ferroviária
  • jogo aberto