Jogo Aberto

Elenco do Jogo Aberto comenta suposto caso de racismo entre Edenílson e Ramos

Lateral do Internacional acusa jogador corintiano de chamá-lo de macaco durante partida

Da redação, com Jogo Aberto 16/05/2022 • 14:19 - Atualizado em 16/05/2022 • 15:04

O empate entre Internacional e Corinthians no Beira-Rio, pela 6ª rodada do Brasileirão, no último sábado (14), teve quatro gols, mas ficou marcado por um suposto caso de racismo: Edenílson, do Colorado, acusou o lateral corintiano Rafael Ramos de injúria racial.

No Jogo Aberto desta segunda-feira, 16, o elenco do programa debateu sobre a atitude dos jogadores e opinou sobre a postura de Edenílson, que, segundo eles, não possui histórico de polêmicas no futebol.

Marcos Assunção destacou que, apesar da denúncia de Edenílson, que foi importante, é necessário aguardar todas as apurações antes de julgar Rafael Ramos.

“Edenílson tem a ficha limpa, um cara experiente no futebol, sem polêmicas e não teria o porquê dele mentir. Mas aí vamos para o outro lado também: esperar a polícia apurar todos os fatos. A gente não pode vir aqui no programa e massacrar o Rafael Ramos. É um momento de espera e depois a gente tomar uma decisão”, disse.

Ronaldo se mostrou favorável a uma demissão, caso seja comprovada a injúria racial.

Rafael Ramos alega que não chamou o jogador do Internacional de macaco, mas disse uma palavra que tem fonética parecida.

“Em uma situação como essa, com perícia e apuração feita, caso seja constatado, isso é demissão Rafael Ramos e acabou. Tolerância zero nesse sentido de racismo, porque o Edenílson não ia mentir, e se ele não falou tem que ser comprovado", afirmou.

Durante a discussão, Héverton Guimarães aproveitou para destacar que o Brasil é um país racista, assim, o crime é encontrado em diversos setores, não só no esporte. Para ele, Edenílson não reclamaria sem motivos.

“A gente não pode fechar os olhos para casos tão graves. Quem reclama da discussão é quem não sofre [racismo]. Quem sofreu, sofreu muito porque vive em um país extremamente racista. Não entra na minha cabeça que o Edenílson tenha criado toda uma situação. Eu não sou especialista em leitura labial, mas me parece claro que ele não tirou isso do nada”, explicou.

O elenco repudiou o crime de racismo e aguarda as apurações para esclarecer se houve xingamento por parte de Ramos. Sgarbi e Renata Fan ressaltaram que é importante acabar com esse tipo de comportamento.

Renata Fan e Denílson cobram investigação sobre acusação de injúria racial contra Edenílson