Jogo Aberto

Renata sobre manifesto da seleção: “Esperava algo mais contundente”

Jogadores quebraram o silêncio sobre realização da Copa América no Brasil

Da Redação, com Jogo Aberto 09/06/2021 • 12:12 - Atualizado em 09/06/2021 • 17:02

Como esperado, a seleção brasileira divulgou um manifesto sobre a disputa da Copa América. Embora tenham declarado que são contra a realização do torneio no Brasil, os jogadores disseram que jamais se recusariam a vestir a amarelinha e criticaram a politização do tema. No Jogo Aberto desta quarta-feira (09), Renata Fan e Denílson comentaram sobre o posicionamento dos atletas.

“Foi um manifesto sucinto, pouco aprofundado, de certa maneira até vazio. Eles disputariam a Copa América na Argentina ou na Colômbia e quando muda a sede para o Brasil criou-se uma revolta pelo momento de pandemia. Esperava mais. Achei que fossem se manifestar de forma mais forte e contundente”, afirmou a apresentadora.

“Também não vi nada demais. Imaginei que viria uma insatisfação maior do Marquinhos, falando pelos jogadores, do Tite e do Juninho, mas nada aconteceu. O Tite focou no campo e não tá errado. O Brasil tá 100% nas Eliminatórias, jogando bem e com os jogadores blindados em relação a tudo que aconteceu. Blindar é importante, mas esperava outro posicionamento por tudo que foi falado”, completou o comentarista.

Denílson também falou sobre a vitória do Brasil por 2 a 0 sobre o Paraguai. “Além do Neymar, achei que o Gabriel Jesus foi muito bem, mas poderia ter sido expulso na jogada que levou amarelo por entrar por cima. Talvez eu tivesse ido com Everton Cebolinha ou Vinicius Junior um pouco antes, para dar mais velocidade, mas gostei no contexto geral. De negativo achei a atuação do Firmino”, disse. 

  • renata fan
  • jogo aberto