Jogo Aberto

Jogo Aberto repercute “ramelada” de árbitro e “baile” do Galo contra Fortaleza

Goleada em casa deixou o Atlético-MG bem perto da grande final da Copa do Brasil

Da Redação, com Jogo Aberto 21/10/2021 • 12:33 - Atualizado em 21/10/2021 • 14:10

O Atlético-MG goleou o Fortaleza por 4 a 0 no Mineirão e encaminhou a vaga na final da Copa do Brasil. No Jogo Aberto, Renata Fan e Denílson Show repercutiram a boa atuação do Galo e uma lambança do árbitro Braulio da Silva Machado, que aparentemente apitou antes de a bola morrer no ângulo em chute de Guilherme Arana que abriu caminho para a vitória dos donos da casa.

“Dá para ouvir perfeitamente o apito. O árbitro nem se liga. Ele que já deveria ter expulsado o Felipe Melo no Palmeiras e Inter do final de semana e agora apita uma semifinal da Copa do Brasil. Ele já aponta escanteio antes de a bola entrar. Estava no mundo da lua e o Fortaleza pode reclamar desse lance. Mas foi um baile e um 4 a 0 com autoridade. Com esse placar elástico nem dá para reclamar muito”, afirmou a apresentadora.

Aos risos, Denílson disse que o juiz realmente “ramelou” no lance. O comentarista ainda deu razão a Cuca quando o técnico se irritou com uma pergunta sobre chances perdidas na semi. “Uma coisa é a performance contra o Atlético-GO, quando leva a virada. Agora um 4 a 0 jogando bem não há o que questionar”, disse. 

“Me surpreendeu este resultado pela qualidade do Fortaleza. Leva o primeiro gol e o segundo depois de seis, sete minutos. Os jogadores devem estar com a cabeça inchada. Não dá para ter os vacilos que o Fortaleza teve em um jogo decisivo como esse”, completou Denílson. 

Para Héverton Guimarães, o que ocorreu no Mineirão não foi um jogo, mas um “desfile”. Ele se irritou com os questionamentos ao gol de Arana. “Quando o árbitro apita a bola já havia entrado”, cravou.