Jogo Aberto

"Mercado vai tirar Endrick do Brasil quando ele fizer 18 anos", diz Chico Garcia

Estrela da base palmeirense tem sondagens para deixar o clube em 2024 rumo ao Barcelona

Da redação, com Jogo Aberto 19/05/2022 • 15:10 - Atualizado em 19/05/2022 • 20:07

Uma das crias do Palmeiras e destaque da Copa São Paulo, Endrick deve assinar seu primeiro contrato profissional nos próximos dias com o Verdão. Jogador deverá assinar por 3 temporadas e tem sua multa rescisória avaliada em mais de R$ 300 milhões.

No Jogo Aberto desta quinta-feira, 19, o elenco debateu como vai ser o processo da joia alviverde com o time profissional e se vai deixar o Verdão assim que completar a maioridade. Segundo o jornal Sport, o Barcelona tem interesse em levar o atleta em 2024.

“Essa notícia crava que nas próximas semanas, o Barcelona vai querer amarrar um contrato para que com 18 anos ele vá para o clube. O Barcelona está enfrentando problemas financeiros e eles imaginam que em 2024 as coisas ficarão tranquilas, mas eles precisam dar um sinal”, afirmou Chico Garcia.

“Eu acho que o equilíbrio é o mais difícil entre a maturidade e não perder tempo para desperdiçar uma joia, porque ele vai ficar pouco tempo aqui. O mercado é cruel e vai tirar ele [do Brasil] assim que fizer 18 anos e quando mais tempo ele demorar, menos o Palmeiras e a gente vai ver um projeto de craque”, completou o comentarista.

Denílson destacou que no começo será importante deixar o jogador no banco de reservas e testar aos poucos. Assim, terá tempo de avaliar como será a postura da joia alviverde que, para ele, encontrará dificuldades por ser ‘diferente’ jogar nas categorias de base e com os mais experientes.

“Tem que deixar no banco de reservas, colocar quando o time estiver ganhando porque o profissional é uma outra realidade e intensidade. Jogar sub é mais tranquilo, no profissional vai ter gente muito mais preparada fisicamente do que ele e vamos sentir como ele vai se comportar nesse período de adaptação”, afirmou.

Marcos Assunção finalizou afirmando que será importante cuidar do psicológico do atleta para que ele “não se perca”.