Jogo Aberto

Ronaldo corneta Paulo Sousa no Flamengo: “Quer tratar jogador como bebê”

Comentarista do Jogo Aberto diz que português não vai durar muito se não agradar ao grupo rubro-negro

Da Redação, com Jogo Aberto 11/01/2022 • 12:28 - Atualizado em 11/01/2022 • 13:18

Apresentado como novo técnico do Flamengo, Paulo Sousa incomodou Ronaldo Giovaneli ao adotar regras como proibir o uso de celulares pelos jogadores na hora das refeições e determinar jantares com o elenco reunido até em dia de partidas.

“Não sei se rola Carnaval, mas acho que ele não aguenta até o Carnaval. Ele já chega tirando o telefone da rapaziada. Depois você concentra, joga e ainda tem que jantar depois. ‘Ah, mas pode a família’. O cara que é solteiro vai comer rápido, engasgar e sair fora”, disparou o comentarista do Jogo Aberto.

“Acho que tem coisas que não precisa. Vai querer tratar jogador como bebê? O caminho não é esse. Nessas ele perde o grupo, pega o avião e vai embora. E os portugueses tão vindo com muita moral, parece que inventaram o futebol. Agora se o ‘Paulinho’ for gente boa aí o time carrega ele. O jogador precisa abraçar”, completou. 

Chico Garcia também falou sobre as regras que o novo comandante rubro-negro quer aplicar. “Acho que é o tipo de decisão que vale combinar com capitão ou líderes antes e ver o que eles acham”, afirmou. 

“O Tiago Nunes chegou ao Corinthians com uma cartilha, mandou embora Jadson e Ralf e rapidinho foi fritado. Não tô dizendo que o jogador tenha que ser mais forte que o técnico ou dirigente. Tem uma hierarquia. Mas algumas coisas é bom negociar, porque o futebol muitas vezes é cruel”, completou. 

João Pedro Sgarbi viu por outro lado e gostou de novidades. “Muita gente problematizando que ele pediu um telão no CT. Eu acho isso bacana. É um estrangeiro que quer implementar algo que deu certo lá fora. Está certo em fazer exigências. Ele quer algo novo, não mais do mesmo”, opinou.