Jogo Aberto

“Não dá para aceitar”: Jogo Aberto repercute declaração polêmica de Sobis

Ex-atacante revelou que fez “corpo mole” pelo Cruzeiro em partida contra o Inter em 2016

Da Redação, com Jogo Aberto 19/01/2022 • 12:30 - Atualizado em 19/01/2022 • 17:27

O ex-atacante Rafael Sobis causou polêmica ao revelar em entrevista ao canal do jornalista Duda Garbi que fez uma espécie de “corpo mole” atuando pelo Cruzeiro contra o Inter na reta final do Brasileirão de 2016.

Enquanto a Raposa cumpria tabela, o Colorado jogava a vida pela permanência na Série A. O duelo no Beira-Rio terminou com vitória dos donos da casa por 1 a 0, mas a queda seria confirmada na rodada seguinte.

“Muita gente do Inter me ligou. Não entrei na área durante todo o jogo”, disparou Sobis, ídolo do clube gaúcho acrescentando até que errou de propósito uma cobrança de escanteio e levou uma bronca do então treinador celeste Mano Menezes, que percebeu. 

Para Chico Garcia, “só ingênuo acha que isso não acontece no futebol”. O comentarista do Jogo Aberto lembrou que Sobis fez gol em duas finais de Libertadores e “só quem está na pele dele para saber como ser responsável pelo rebaixamento do clube do coração”. “Tem a questão do profissionalismo, mas tem coisas maiores. O ideal era não pedir para jogar”, completou.

Ulisses Costa, por outro lado, foi mais duro na análise e detonou a atitude de Sobis na partida em 2016.

“Que isso acontece, acontece, mas não dá para aceitar. Recentemente destruíram o Renato Gaúcho pela postura dele à beira do campo pelo Flamengo contra o Grêmio. É o mesmo. Não acho isso legal. Por mais que ame ou goste do adversário, você tem que defender quem está do seu lado, pagando o seu salário e te recebendo em casa”, disparou.