Jogo Aberto

Renata Fan diz que Seleção Brasileira “não empolga” e critica arbitragem

Brasil não brilhou ficou no 1 a 1 com o Equador pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo

Da Redação, com Jogo Aberto 28/01/2022 • 12:44
Renata Fan não gostou do Brasil contra o Equador
Renata Fan não gostou do Brasil contra o Equador
Reprodução

Jogando fora de casa, a Seleção Brasileira ficou no empate em 1 a 1 com a Seleção do Equador na tarde de quinta (27), em uma partida ruim do Brasil e do árbitro colombiano Wilmar Roldán.

Nesta sexta-feira (28), Renata Fan questionou a atuação do Brasil nas últimas partidas sob o comando do técnico Tite.

“A gente fica esperando por uma grande apresentação. Não é só resultado, não é só vencer, mas jogar bem. Ficamos esperando que alguma coisa diferente aconteça”, disse Renata no programa Jogo Aberto.

A apresentadora também comentou que se espera mais de jogadores que atuam no futebol europeu e são destaques em seus clubes, mas que não repetem o mesmo desempenho na seleção.

“Cada jogar que está na Europa, como o Vini Jr, arrebentando no Real Madrid, o Raphinha, no futebol inglês, você espera que o mesmo aconteça na Seleção. O Gabriel Jesus, por exemplo, é um jogador que tem que ser titular, pelo momento que ele vive com o Guardiola, com o City. Aí você tem essa expectativa e não acontece, isso vai frustrando”, afirmou Renata.

Renata também comparou a empolgação da torcida da casa, que fez muita festa, com a do torcedor brasileiro com a Seleção Brasileira.

“Ontem, você viu a empolgação da torcida equatoriana? Todo mundo delirando com a possibilidade de estar em uma Copa do Mundo e a gente não consegue ter esse encantamento. É uma pena. O Brasil está com ótimos números, mas não sei o que acontece que não empolga”, disse a Renata Fan.

Muito questionado por tomar decisões erradas na partida, o árbitro Wilmar Roldán também recebeu críticas da apresentadora

“Não pode, né? Roldán, um dos caras que mais oportunidades teve na América do Sul, cara de Copa do Mundo, como é que você faz isso? Falem mal do VAR, mas se não tivesse o VAR o Brasil seria muito prejudicado”, afirmou Renata.