Jogo Aberto

“Vergonha”: Jogo Aberto lamenta partida do Galo em meio a bombas na Colômbia

Atlético-MG derrotou o América de Cali e garantiu vaga nas oitavas da Libertadores

Da Redação, com Jogo Aberto 14/05/2021 • 12:18 - Atualizado em 14/05/2021 • 17:30

No Jogo Aberto desta sexta-feira (14), a vitória do Atlético-MG por 3 a 1 sobre o América de Cali em Barranquilla ficou em segundo plano por causa de incidentes nos arredores do estádio Romelio Martínez, palco da partida pela Libertadores. 

Manifestantes contrários ao governo local entraram em embate com policiais, e o duelo em campo aconteceu em meio a barulho de bombas e nuvens de gás lacrimogêneo - o que obrigou a paralisação do jogo por pelo menos cinco vezes.

“Muito difícil. Não consigo me imaginar vivendo uma situação dessa. São seres humanos dentro de campo. Precisa sensibilidade. Bombas estourando do lado do estádio, o bicho pegando e os jogadores tendo que jogar. Uma situação constrangedora”, criticou o comentarista Denílson.  

“Imagina parar um jogo por causa do gás umas cinco vezes. Foi patético. Aquilo que aconteceu no fim do primeiro tempo, com os jogadores tendo que tocar de lado por dois, três minutos para que o árbitro pudesse acabar… Não deveria ter acontecido este jogo na Colômbia e não deve acontecer mais”, completou.  

Renata Fan também lamentou o episódio. “Uma situação muito tensa e que vai além do futebol. É horrível e desumano. E se o Galo não joga a partida ele é o prejudicado. O time merece os parabéns pelo profissionalismo. A classificação antecipada às oitavas de final foi uma recompensa”, afirmou a apresentadora.

  • jogo aberto
  • atlético-mg
  • américa de cali