Esportes

Neto lembra morte de homem negro em supermercado e diz que o Brasil é racista

Da Redação, com Os Donos da Bola 20/11/2020 • 13:26
Craque Neto mostrou indignação com casos de racismo no Brasil
Craque Neto mostrou indignação com casos de racismo no Brasil
Reprodução

Na abertura do programa Os Donos da Bola desta sexta-feira, 20, o apresentador Neto falou sobre o Dia da Consciência Negra e lembrou do caso do espancamento e morte de um homem negro de 40 anos por dois seguranças no supermercado Carrefour, na zona norte de Porto Alegre.

“Hoje, 20 de novembro, Dia da Consciência Negra e nós temos dois caras aqui, Pelé e Jairzinho (mostrando foto do estúdio), a gente tem o Edílson. Eu só queria dizer o seguinte. Eu nunca encarei as pessoas de uma forma diferente, eu nunca vi o Edílson diferente de mim. O Pelé sim, porque o Pelé é gênio. Mas nunca encarei uma pessoa negra, preta, qualquer que seja, no meu coração nunca teve isso”, comentou Neto, que em seguida citou o caso da morte no supermercado Carrefour.

“Agora, um vagabundo, safado, que lá em Porto Alegre matou o menino dentro do Carrefour. ‘Ah, mas é terceirizado’. Aí as desculpas são muitas. É aí que eu mostro que esse país é um país de preconceito, um país racista. Mas não vi nenhum político, nenhum deputado ou vereador falar sobre isso”, disse Neto, cobrando políticos por um posicionamento sobre os casos de racismo no Brasil.

Assista:

  • Os Donos da Bola
  • Neto
  • Dia da Consciência Negra
  • Carrefour