Esportes

Burkina Faso vence Gabão nos pênaltis e avança na Copa Africana das Nações

Após sofrer empate nos acréscimos e jogar a prorrogação com um jogador a mais, seleção burquinense se classifica nas penalidades

João Damasceno 23/01/2022 • 16:20 - Atualizado em 23/01/2022 • 18:29
Burkina Faso está nas quartas-de-final da Copa Africana
Burkina Faso está nas quartas-de-final da Copa Africana
Mohamed Abd El Ghany / REUTERS

A Copa Africana das Nações tem a primeira seleção classificada para as quartas-de-final. Depois de um empate entre Burkina Faso e Gabão, por 1 a 1, o duelo foi decidido nas penalidades máximas. Nas cobranças alternadas, melhor para os burquinenses, que venceram por 7 a 6.

O JOGO

Em um primeiro tempo muito equilibrado e com chances claras de gol, a seleção da Burkina Faso teve a grande chance aos 18 minutos. Pênalti marcado e desperdiçado pelo camisa 10 burquinense. 

Dez minutos depois, Traoré mostrou que não se abalou… Ótimo contra ataque até a bola chegar aos pés do centroavante, que finalizou na saída do goleiro. Um a zero para Burkina Faso e fim da primeira etapa.

No segundo tempo, em busca do empate, o técnico Neveu buscou alternativas e mexeu na equipe de Gabão. Aos 13 minutos, o treinador já havia feito três alterações, mas que pouco mudou na postura do time. 

Aos 22 minutos, o zagueiro Obissa recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando a situação mais complicada para os gabonenses.

No fim da partida, o destaque ficou para o goleiro Amonome, que fez várias defesas difíceis e manteve o Gabão vivo no jogo. E bem vivo… Nos acréscimos, escanteio cobrado e Adama Guira cabeceou contra o próprio gol. Empate no sufoco e prorrogação. 

PRORROGAÇÃO

Com um jogador a mais desde o segundo tempo, a seleção burquinense foi pra cima de Gabão para a decisão não ser decidida nas penalidades máximas. No primeiro tempo da prorrogação, o gol salvador até saiu, mas foi anulado por conta de impedimento.

Depois do lance, Burkina Faso continuou com o controle da partida, mas sem criar grandes chances.

Na segunda parte da prorrogação, com os jogadores exaustos, nada de chances criadas e jogo truncado. Melhor para a seleção de Gabão, que com um jogador a menos por mais de 50 minutos conseguiu levar a decisão para os pênaltis.

PÊNALTIS

Na decisão por pênaltis, mais emoção! Nas cinco primeiras cobranças de cada seleção, quatro gols e um erro para cada. Nas penalidades alternadas, melhor para a seleção de Burkina Faso, que venceu Gabão por 7 a 6 e está classificada para as quartas-de-final. 

Ficha Técnica:

Gols: 

Burkina Faso: Traoré (28 min)

Gabão: Adama Guira (91 min)

 

Burkina Faso: 

Koffi, Kabore, Ouatarra, Edmond Tapsoba, Yago, Adama Guira, Touré (Ouédraogo), Dango Ouattara (Abdoul Tapsoba), Sangaré (Simporé), Bandé (Sanogo), Bertrand Traoré (Konaté)
Técnico: Kamou Malo

Gabão:

Amonome, Palun, Ecuele Manga, Obissa, Oyono (Axel Méyé), Moucketou-Moussounda (meka Autchanga), Biyogo Poko, Obiang (Yannis N'Gakoutou), Kanga, Boupendza, Allevinah (Bouanga)
Técnico: Patrice Neveu