Esportes

Rafael Ramos, do Corinthians, nega racismo: "Não sou e nunca serei racista"

Lateral foi acusado por Edenílson de tê-lo chamado de macaco

Rodrigo Lima 15/05/2022 • 11:51

O jogador do Corinthians chegou a ser preso em flagrante, após o atleta colorado ter prestado queixa para agentes da Polícia Civil ainda no estádio, mas pagou uma fiança de R$10 mil e foi liberado para responder ao caso em liberdade.

Nas redes sociais, Rafael Ramos negou que tenha cometido a injuria racial.

“Há muito pouca coisas nas nossas vidas de que termos certezas absolutas, está e uma delas. Não fui, não sou e nunca serei racista”, afirmou o lateral em nota publicada em seu Instagram.

“Graças a Deus, me educaram com a plena consciência de que todos somos iguais nesta vida, com os mesmos direitos e os mesmos deveres”, diz Rafael Ramos em outro trecho da nota, que se encerra com a frase “racismo não”.

Leia abaixo a nota completa de Rafael Ramos, do Corinthians: