Esportes

"Há coisas que só acontecem ao Botafogo": saiba como surgiu a frase do Glorioso

Frase virou folclore no futebol brasileiro depois de o Botafogo perder a liderança do Brasileirão

Da redação

Topo

A derrocada (com requintes de crueldade) do Botafogo no Campeonato Brasileiro fez uma frase ficar em alta entre os torcedores brasileiros: “Há coisas que só acontecem ao Botafogo".

O Glorioso, que chegou a liderar a competição com 14 pontos de diferença para o Palmeiras, agora vê o Alviverde abrir três pontos de vantagem e se aproximar da conquista nacional a duas rodadas do fim.

A queda inesperada faz diversos fãs de futebol usarem a frase citada acima, mas poucos sabem os detalhes da origem do termo.

A frase que virou folclore no futebol brasileiro nasceu por um alvinegro. O escritor e jornalista Paulo Mendes Campos (1922-1991), na crônica “O Botafogo e Eu”, de 1957, deu origem ao termo “Há coisas que só acontecem ao Botafogo”. O fato foi relembrado pelo professor de HIstória Luiz Antonio Simas, nas redes sociais.

Na crônica, ele se compara ao clube do coração em coisas boas e ruins. O texto foi publicado no Diário Carioca na sequência a uma derrota por 1 a 0 para o Fluminense.

A derrota em questão havia tirado o Botafogo da liderança do Campeonato Carioca, mas o melhor estava por vir.

Pouco depois, em dezembro, o Botafogo conseguiu uma goleada espetacular na decisão estadual e ficou com o título: 6 a 2 no Fluminense, com cinco gols de Paulo Valentim e um de Garrincha.

À época, o Botafogo não era campeão carioca desde 1948. Ou seja, eram nove anos de jejum e ansiedade para Paulo Mendes Campos e toda a nação alvinegra.

Em 2023, o Botafogo fez um primeiro turno espetacular no Brasileirão, mas desmoronou na segunda metade. O clube amarga empates ou derrotas nos minutos finais dos jogos e está há nove partidas sem vencer. A queda de rendimento fez o time perder toda a gordura e deixar a liderança da competição na reta final.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais