Esportes

"Ato de amor movido pelo ódio", diz são-paulino que jogou camisa fora

São-paulino foi flagrado em momento de fúria após virada do Palmeiras no Morumbi com gols no fim

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 21/06/2022 • 20:26 - Atualizado em 21/06/2022 • 21:18

A noite da segunda-feira (20) ficou marcada por uma vitória histórica do Palmeiras contra o São Paulo. O time do Morumbi vencia por 1 a 0 até os 45 do segundo tempo, foi surpreendido com gols dos zagueiros Gustavo Gómez e Murilo do Verdão. A virada deixou mais de 30 mil torcedores revoltados, mas um se destacou entre a multidão. 

O tricolor MC Rodriguinho do Marapé, em um momento de fúria, tirou a camisa do São Paulo e arremessou no gramado. A imagem rodou as redes sociais e dividiu opiniões dos demais torcedores. Em entrevista na noite desta terça-feira (21), para o “Esporte em Debate” da Rádio Bandeirantes, o agora famoso torcedor explicou o ato passional.

“Eu fiquei nervoso, precisava extravasar. Eu estava em um momento particular, eu não estava ligando para os torcedores que estavam ali, eu estava em um ato de amor movido pelo ódio”, revelou Rodriguinho, que mora em Santos.

O são-paulino também contou que recuperou a camisa, que garantiu ser original: “Eu arremessei a camisa no gramado sagrado do Morumbi, mas recuperei. Agora ela vai ser meu amuleto. Ela não rasgou”. O torcedor também completou: “Eu não quis desrespeitar o clube, ele que vem nos desrespeitando", desabafou.

Para finalizar, Rodriguinho falou sobre o desempenho de Rogério Ceni à frente do time: “Eu acho que sem o Rogério estaríamos em uma situação pior, mas no momento, ele está mal. Como jogadores tem momentos ruins, ele tem tomado decisões erradas. ”

O São Paulo tem novo encontro marcado contra o Palmeiras, nesta quinta-feira (23), às 20h, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, no Morumbi. 

Debate Jogo Aberto: Palmeiras mostrou força de campeão ou o São Paulo "pipocou"?