Esportes

Transferência de Gabriel Jesus é a 5ª mais cara da temporada; veja top 10

Gabriel Jesus só ficou atrás das compras de Tchouameni, Darwin Núñez, Haaland e Richarlison

Da Redação 01/07/2022 • 18:29 - Atualizado em 04/07/2022 • 15:41
Gabriel Jesus saiu do Manchester City e foi para o Arsenal
Gabriel Jesus saiu do Manchester City e foi para o Arsenal
Foto: Divulgação

A transferência do brasileiro Gabriel Jesus para o Arsenal entrou para a lista de contratações mais caras da atual janela de transferências da Europa. O ex-jogador do Everton custou 52,2 milhões de euros.

O valor só ficou atrás de três grandes contratações da temporada: Tchouameni (Real Madrid), Darwin Núñez (Liverpool), Haaland (Manchester City) e Richarlison (Tottenham).

Outra curiosidade é que Gabriel Jesus se tornou o 5º jogador mais caro da história do Arsenal. Ele fica atrás apenas de Lacazette (53 milhões), Ben White (58,5 milhões), Aubameyang (63,7 milhões) e Nicolas Pépé (80 milhões).

Veja o top 10 de transferências mais caras da Europa na temporada 2022/2023

1º) Aurélien Tchouameni: 80 milhões de euros

Do Monaco para o Real Madrid

2º) Darwin Núñez: 75 milhões de euros

Do Benfica para o Liverpool

3º) Erling Haaland: 60 milhões de euros

Do Borussia Dortmund para o Manchester City

4º) Richarlison: 58 milhões de euros

Do Everton para o Tottenham

5º) Gabriel Jesus: 52,2 milhões de euros

Do Manchester City para o Arsenal

6º) Kalvin Phillips: 48,7 milhões de euros

Do Leeds para o Manchester City

7º) Vitinha: 41,5 milhões de euros

Do Porto para o PSG

8º) Federico Chiesa: 40 milhões de euros

Da Fiorentina para a Juventus

9º) Nuno Mendes: 38 milhões de euros

Do Sporting para o PSG

10º) Sven Botman: 37 milhões de euros

Do Lille para o Newcastle

 

Abaixo do top 10 é possível encontrar outros brasileiros que custaram caro nessa janela de transferências, como Diego Carlos, que saiu do Sevilla e foi para o Aston Villa por 31 milhões de euros; Philippe Coutinho, que pertencia ao Barcelona e também foi comprado pelo Aston Villa, por 20 milhões de euros; e David Neres, que custou 15 milhões de euros para que o Benfica o tirasse do Shakhtar Donetsk.