Esportes

Presidente do Fortaleza cita cláusula de renovação e conta com Vojvoda em 2022

Acordo prevê que argentino automaticamente fica por mais um ano em caso de vaga na Sul-Americana

Da Redação, com Rádio Bandeirantes 27/10/2021 • 08:53

Em entrevista ao Esporte em Debate, da Rádio Bandeirantes, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, disse que a grande campanha da equipe cearense no Campeonato Brasileiro já vai ativar uma cláusula de renovação de contrato automática do técnico Juan Pablo Vojvoda.

A dez rodadas do fim, o Leão é o atual terceiro colocado da tabela, com 48 pontos, e o acordo com o argentino previa extensão do vínculo por mais um ano em caso de classificação à Copa Sul-Americana - na realidade, hoje o time está vivo na briga pela Libertadores. 

“O Vojvoda tem contrato até o final do ano com cláusula de renovação automática e aumento salarial se a gente conseguir vaga pelo menos na Sul-Americana. E essa vaga ao meu ver já está obtida. Com 48 pontos dificilmente a gente ficaria fora até pela pontuação de quem classificou no ano passado. A tendência natural é que ele fique mais um ano, não só pela questão contratual mas pelo dia a dia. Nas nossas conversas a gente já fala em 2022 e projeta as situações”, afirmou o dirigente. 

O ótimo trabalho de Vojvoda chamou atenção de outros clubes, mas Marcelo Paz classificou como fake news rumores de que o argentino estaria na mira do Corinthians. “Não existe nada disso. Acho até desrespeitoso com o Sylvinho, que está treinando o Corinthians, é um ídolo do clube e faz um trabalho de recuperação”, declarou. 

“Milagre” na Copa do Brasil

Na conversa com Ricardo Capriotti, Alexandre Praetzel e João Paulo Cappellanes, o presidente do Fortaleza também respondeu se acredita num “milagre” na noite desta quarta-feira, quando o Leão encara o Atlético-MG no Castelão pela semifinal da Copa do Brasil e precisa reverter um placar desfavorável de 4 a 0 sofrido no jogo de ida. 

“Claro que acredito (no milagre). Se não acreditasse, seria uma prova de que não temos fé no trabalho que vem sendo feito. Mas tem que ser realista e claro que é muito difícil”, disse Marcelo Paz.

“Já era difícil antes pela diferença de investimento e a qualidade e o elenco milionário do Atlético. Eu já dizia que o Galo era o favorito, e com o resultado da ida ficou ainda mais. Mas o futebol tem histórias bonitas de reviravoltas que ficam pra eternidade. Quem sabe a gente consegue uma dessa”, concluiu.