Esportes

Warriors vence Mavericks, fecha série em 4 a 1 e garante vaga na final da NBA

Equipe da Califórnia conquista o seu décimo segundo título da Conferência Oeste e busca o sexto título na história

Da Redação 27/05/2022 • 00:46 - Atualizado em 27/05/2022 • 02:27

O Golden State Warriors está na final da temporada 2021-2022 da O Dallas Mavericks tinha como esperança a sua principal estrela, o armador Luka Doncic. No entanto, o esloveno amassou o aro no primeiro tempo. Com apenas duas cestas convertidas em doze tentativas, os visitantes contaram com a colaboração de Spencer Dinwiddie, que marcou 11 pontos no segundo quarto. Mesmo assim, o Warriors estava quente nos arremessos e venceu o quarto por 41 a 29. O placar do intervalo era de 69 a 52 para os mandantes. O terceiro quarto é sempre o mais temido pelos adversários do Warriors, que chegou a abrir 25 pontos de vantagem em relação ao Mavericks. Mas a equipe da casa não desistiu do jogo, e graças a Luka Doncic conseguiu reduzir a diferença para oito pontos. 94 a 84 no final do terceiro período. Mas o jogo ganhou o seus contornos finais no último quarto: só deu Warriors. Com Klay Thompson, Draymond Green, Jordan Poole e Stephen Curry quentes, os mandantes administraram a vantagem de dez pontos até o final do jogo. 120 a 110 e mais uma final para o Golden State. ">NBA

Com a classificação, o Warriors vai buscar o seu sexto título do melhor basquete do mundo. A franquia conquistou a taça em 1956, 1975, 2015, 2017, e 2018. O rival do time comandada por Stephen Curry e companhia será ou o Miami Heat ou o Boston Celtics. Até aqui, a vantagem é de 3 a 2 para a equipe de Boston.

Essa é a sexta final de NBA do Golden State Warriors nas últimas oito temporadas. A franquia da Califórnia foi à decisão em 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2022. Nesse período, foram três títulos conquistados (2015, 2017 e 2018 contra o Cleveland Cavaliers) e dois vices (2016 para o Cavaliers e 2019 para o Toronto Raptors). A Band vai transmitir todos os jogos das finais da NBA.

O jogo:

Jogando em casa e com o apoio da torcida no Chase Center, o Warriors começou o jogo para cima do Mavericks e abriu uma boa vantagem de 9 a 2 no início do primeiro quarto. O destaque foi Klay Thompson, responsável por oito dos 28 pontos da equipe no primeiro período. O Mavericks, no entanto, se manteve na cola do rival e marcou 23 pontos nos 12 minutos de partida.

O Dallas Mavericks tinha como esperança a sua principal estrela, o armador Luka Doncic. No entanto, o esloveno amassou o aro no primeiro tempo. Com apenas duas cestas convertidas em doze tentativas, os visitantes contaram com a colaboração de Spencer Dinwiddie, que marcou 11 pontos no segundo quarto. Mesmo assim, o Warriors estava quente nos arremessos e venceu o quarto por 41 a 29. O placar do intervalo era de 69 a 52 para os mandantes.

O terceiro quarto é sempre o mais temido pelos adversários do Warriors, que chegou a abrir 25 pontos de vantagem em relação ao Mavericks. Mas a equipe da casa não desistiu do jogo, e graças a Luka Doncic conseguiu reduzir a diferença para oito pontos. 94 a 84 no final do terceiro período.

Mas o jogo ganhou o seus contornos finais no último quarto: só deu Warriors. Com Klay Thompson, Draymond Green, Jordan Poole e Stephen Curry quentes, os mandantes administraram a vantagem de dez pontos até o final do jogo. 120 a 110 e mais uma final para o Golden State.