band.uol.com.br

Notícias
Atualizado em 20/08/2014 17:47

Ativistas protestam contra animais em circo

Os manifestantes, membros do PETA, deitaram seminus em frente ao Portão de Brandemburgo
O protesto foi feito para marcar o vigésimo aniversário da morte da elefante Tyke / ODD ANDERSEN / AFP O protesto foi feito para marcar o vigésimo aniversário da morte da elefante Tyke ODD ANDERSEN / AFP

A ONG americana PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais, tradução do inglês) organizou nesta quarta-feira em Berlim, Alemanha, um ato contra o uso dos animais em circos. O protesto foi feito para marcar o vigésimo aniversário da morte da elefante Tyke, no Havaí.

Os manifestantes deitaram seminus em frente ao Portão de Brandemburgo para pedir, também, que o governo não faça comércio de animais.  

A elefante Tyke tinha 20 anos quando foi morta, em 20 de agosto de 1994. Ela fugira pelas ruas da capital havaiana, Honolulu, depois de matar um treinador e ferir outro durante a preparação de um número. Então balearam o animal 86 vezes.

Na segunda-feira, a PETA comemorou a decisão do Circo de Moscou de nunca mais fazer atos com elefantes. Mas a empresa manterá suas atrações com outras espécies selvagens.