band.uol.com.br

Esporte
Atualizado em 01/09/2016 00:35

Flamengo vira sobre Figueira e vai às oitavas

Rubro-Negro conta com noite inspirada de trio, que anotou três pinturas e classificou na Sul-Americana
Jorge comemora gol da virada do Fla sobre o Figueirense / Gilvan de Souza/Flamengo Jorge comemora gol da virada do Fla sobre o Figueirense Gilvan de Souza/Flamengo

Com sofrimento, choro e também com belos gols que o Flamengo se classificou para as oitavas de final da Copa Sul-Americana. Depois de entrar em campo precisando tirar uma desvantagem de 4 a 2 no jogo de ida, o Rubro-Negro venceu o Figueirense por 3 a 1, de virada, nesta quarta-feira, e leva do Estádio Kleber Andrade, em Cariacia (ES), a vaga para a fase internacional da competição.

Nas oitavas, o Fla pega o vencedor de Real Garcilaso (PER) e Palestino (CHI). No jogo de ida, os times ficaram no empate por 2 a 2. A partida de volta acontece no dia 15 de setembro.

VEJA TAMBÉM
Após campanha, Flamengo faz minuto de silêncio em homenagem a torcedor mirim morto


No primeiro tempo, o público foi presenteado com três golaços. Primeiro, Rafael Silva passou fácil por Rafael Vaz e Réver para abrir o placar logo aos 5 minutos. Na sequência, tirou a camisa, passou os dedos no pescoço, simulando uma degola, e levou cartão amarelo que ajudaria a construir a história do duelo.

A resposta foi rápida – e igualmente bela: aos 13, Everton fez tabelinha com Gabriel e tocou de canhota para encobrir Gatito Fernández. Um lindo gol, mas pouco comemorado, já que o Fla ainda precisava de mais dois.

Aos 25, Jorge virou para o Fla com uma nova pintura e encurtou a distância para a vaga. O lateral deixou Ferrugem e Pedroso na saudade com dois dribles e acertou um chutaço de fora da área, sem chances para Gatito. Agora, sim, teve festa pra valer: o jovem mal segurou as lágrimas na comemoração.

Os autores dos gols do Figueira e o segundo do Fla protagonizaram mais um lance decisivo aos 29 minutos. Rafael Silva deu carrinho frontal em Jorge e ficou no chão se contorcendo de dor. Mas não adiantou: o árbitro só esperou o atacante se levantar para dar o segundo amarelo e o cartão vermelho.

O Fla passou a pressionar em busca do terceiro gol, que daria a vaga, mas com menos ímpeto que no início. O Figueira, por sua vez, sentiu os golpes e só saiu em raros contra-ataques.

Na etapa final, a situação permaneceu praticamente a mesma, com Gatito trabalhando para segurar o placar que daria a vaga. O técnico Zé Ricardo colocou o time no ataque, tirando Márcio Araújo e lançando Alan Patrick, e colocando Fernandinho no lugar de Everton. E foi dessa mudança que saiu o terceiro gol. De novo, um golaço.

Aos 26, Fernandinho entrou na grande área pelo lado esquerdo, passou por dois rivais e chutou com força em diagonal. Gatito, mesmo em grande noite, nada pôde fazer.

O Fla passou a ser mais cauteloso, mas seguiu em busca do quarto e definitivo gol. O Figueira, desorganizado, pouco conseguiu criar para incomodar até o apito final. O Rubro-Negro, enfim, respirou aliviado. E classificado.

Outros jogos da Sul-Americana (time em negrito classificado)
Chapecoense 3 x 1 Cuiabá
Sport 0 x 1 Santa Cruz
Coritiba 1 x 0 Vitória

GALERIA

Apresentadora da Band Larissa Erthal faz ensaio sensual