band.uol.com.br

Esporte
Atualizado em 19/07/2019 19:40

Rafael crê que falta de entrosamento não vai atrapalhar o Cruzeiro em Salvador

De olho na Libertadores, Mano Menezes deve poupar os principais jogadores no duelo contra o Bahia
Rafael deve ocupar a vaga de Fábio neste sábado / Vinnicius Silva/Cruzeiro Rafael deve ocupar a vaga de Fábio neste sábado Vinnicius Silva/Cruzeiro

Um dos prováveis titulares do Cruzeiro no duelo contra o Bahia neste sábado, às 17 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, o goleiro Rafael passou confiança aos jovens que devem estar em campo e afirmou que a falta de entrosamento não vai atrapalhar o time mineiro na partida da 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Os treinamentos são diários. Há uma diferença clara de ritmo de treino e jogo. Quem joga está mais ambientado. Mas os treinos que fazemos todos os dias chega próximo a isso e nos ajuda muito Tem sempre aí o confronto entre a equipe que vai jogar contra a que não vai entrar e isso faz com que todos já tenham um entrosamento e treinem junto. Tenho certeza que independente de quem entrar, todos estarão preparados e teremos um Cruzeiro forte em campo", garantiu o goleiro.

Como a prioridade máxima é a partida contra o River Plate, na próxima terça-feira, em Buenos Aires, na Argentina, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, o técnico Mano Menezes vai preservar os principais atletas do confronto em Salvador.

Com isso, é provável que a escalação titular seja toda formada por reservas, entre eles quatro jogadores oriundos da base - o zagueiro Cacá, o lateral-direito Weverton, o volante Éderson e o meia Maurício. Rafael, que também foi formado na Toca da Raposa II, confia na adaptação rápida dos jovens no elenco profissional e disse que eles darão conta do recado.

"Estou há 11 anos no profissional. Nesses 11 anos, vi muita coisa mudar. Antigamente, nós subíamos da base e o contato, a aproximação, com os profissionais, demorava um pouco a acontecer Hoje em dia não. O pessoal sobe da base e esse contato, essa aproximação, esse acolhimento, vem desde o início. Todos estão muito bem adaptados, confiantes. Todos eles jogam com tranquilidade", analisou.

Apesar da ausência dos titulares, a equipe mineira tem ciência da importância do jogo deste sábado em razão da posição na tabela de classificação. Irregular neste início, o Cruzeiro não vence há sete jogos na competição, tem apenas nove pontos e é o primeiro time dentro da zona de rebaixamento. "O jogo do Bahia é muito importante, por conta de nossa colocação no Brasileiro. Estamos indo para lá com força total. Vamos buscar a vitória, buscar fazer os três pontos, voltar a ganhar no Brasileiro e subir na tabela", destacou Rafael.