band.uol.com.br

Esporte Brasileirão Série A
Atualizado em 20/07/2019 13:25

Vasco vira sobre o Fluminense em São Januário

Gigante da Colina bate rival por 2 a 1 e respira no Brasileirão; Tricolor tem dois expulsos
Castán comemora o gol que deu início à reação do Vasco / Magalhães Jr./O Fotográfico/Estadão Conteúdo Castán comemora o gol que deu início à reação do Vasco Magalhães Jr./O Fotográfico/Estadão Conteúdo

Em jogo movimentado, emocionante e repleto de alternativas, o Vasco saiu atrás do Fluminense, mas se beneficiou de duas expulsões do rival no segundo tempo para virar o jogo e vencer o clássico por 2 a 1, neste sábado, em São Januário, na abertura da 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Vasco foi a 12 pontos e abriu certa vantagem para a zona de rebaixamento, na qual, antes de começar a rodada, estava colado. Já o Fluminense permanece com nove pontos e fica na 16ª colocação, a primeira fora da área do descenso. No entanto, dependendo dos resultados da rodada, pode cair para o grupo dos quatro piores colocados.

Foi a terceira derrota do time tricolor para a equipe cruzmaltina em três jogos no ano. Os comandados de Fernando Diniz continuam com a sina de exibir um bom futebol na maior parte dos jogos, mas não conseguir triunfar. O revés em São Januário foi a sexta partida seguida do Fluminense sem vitórias na competição. A última vez que faturou os três pontos aconteceu em maio, na quinta rodada do torneio, quando goleou o Cruzeiro por 4 a 1.

Já o Vasco de Vanderlei Luxemburgo, que não consegue emplacar boas apresentações longe de seus domínios, segue o plano de vencer em casa para, aos poucos, deixar a zona de rebaixamento para trás. A vitória de virada neste sábado foi a terceira seguida em casa no torneio. Luxemburgo pretende conseguir conquistar o maior número possível de pontos para, posteriormente, fazer seu time aliar resultado e bom futebol.

De certa forma, o treinador vascaíno conseguiu isso no clássico, já que seus atletas foram superiores em boa parte do jogo. No entanto, a fragilidade, especialmente defensiva, ainda é visível Em um dos momentos em que foi dominado, o Vasco, com cinco modificações em relação à derrota para o Grêmio, sofreu o gol. Pedro mais uma vez mostrou porque é cobiçado até pelo rival Flamengo e abriu o placar para o Fluminense com um chute certeiro, no canto esquerdo de Sidao, nos acréscimos da primeira etapa.

O gol saiu depois que o time de Diniz havia sido superior na posse de bola, mas não tinha conseguido incomodar tanto como foi incomodado a ponto de Yuri Lima ter cortado, com um carrinho providencial, dentro da área, o gol que seria de Marquinho, no início do jogo, e Bruno Silva ter aparecido duas vezes para bloquear arremates que iriam para o gol.

Na etapa final, o jogo, que não era um primor tático, mas já estava movimentado, ganhou tons de drama e emoção depois que o zagueiro Digão acertou solada em Bruno César e levou o segundo cartão amarelo. Diniz sacrificou Nenê e o tirou para a entrada de Frazan sem imaginar que o defensor, poucos minutos depois, também seria expulso.

Aos 13 minutos, poucos instantes depois de ficar com um a mais, o Vasco já deu sinais de que aproveitaria a superioridade numérica. Henríquez acertou a trave e levantou a torcida em São Januário. Aos 21, a pressão se transformou em gol. Em sua volta aos gramados depois de quase três meses, Leandro Castán aproveitou confusão dentro da área depois da cobrança de escanteio e empatou o jogo.

O segundo lance capital para a vitória do Vasco ocorreu aos 28 minutos, momento em que Frazan agarrou Pikachu perto da área e levou o cartão vermelho direto. Na cobrança da falta, Bruno César foi muito feliz e colocou, com maestria, a bola no ângulo direito de Sidão, consumando a virada vascaína. Com dois a mais, a equipe de Luxemburgo não teve trabalho para se defender nos poucos minutos que restavam e segurou o importante triunfo na briga contra a queda à segunda divisão.

Enquanto o Vasco tem a semana inteira reservada para descanso e treinamentos e abre a 12ª rodada do Brasileirão no sábado, às 17 horas, contra o líder Palmeiras, no Allianz Parque, o Fluminense entra em campo na próxima terça-feira, às 21h30, para enfrentar o Peñarol, no Uruguai, em jogo válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O próximo adversário do time tricolor no torneio nacional é o São Paulo, no sábado, às 19 horas, no Maracanã.