Band Minas

Prefeito de BH sanciona lei que prevê repasse de subsídio à empresas de ônibus

O repasse de R$ 237,5 milhões deve significar um aumento no número de viagens, sem alterar o preço da passagem

Redação 01/07/2022 • 15:58 - Atualizado em 01/07/2022 • 16:30
O prefeito Fuad Noman anunciou a sanção da lei por meio de suas redes sociais
O prefeito Fuad Noman anunciou a sanção da lei por meio de suas redes sociais
Divulgação/PBH

O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, sanciona o projeto de lei que prevê o repasse de um subsídio de R$ 237,5 milhões às empresas de ônibus.

Após 15 dias do aporte, a expectativa é de um aumento de cerca de 22 mil viagens por dia, sem aumento do valor das passagens.

A lei deve ser publicada no Diário Oficial do Município deste sábado, quando terá início o prazo de 10 dias para a regulamentação do texto.

Nesse período, as empresas de transporte coletivo devem se preparar para atender, de início, um aumento de 15% no número de viagens ofertadas para a população.

Segundo a prefeitura da capital mineira, a estimativa é de que o primeiro repasse de verbas possa ser feito na segunda semana de julho.